Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

NOVO bônus de até R$300 pelo Governo Federal

Atenção, brasileiros! Já está sendo especulado a informação de que o Governo Federal está preparando neste momento a criação de mais um bônus. A ideia é pagar parcelas de R$ 200 e até de R$ 300 para jovens que não estão nem trabalhando e nem estudando neste momento. São os chamados nem-nem.

Toda a ideia é focar em parcerias com as empresas para que o benefício seja liberado.

Veja também: NOVO auxílio de R$ 800 é liberado em parcela única

Quem falou sobre esse assunto foi o próprio Ministro da Economia, Paulo Guedes. Em entrevista para o jornal O Globo, ele disse que a ideia é encontrar empresas que estejam dispostas a entregar programas de capacitação para esses jovens. Aí o próprio Governo pagaria esse bônus para quem quisesse participar.

De acordo com Guedes, a Microsoft seria a primeira empresa a participar do projeto. Segundo ele, a gigante de tecnologia já teria oferecido algo em torno de 5 milhões de cursos. Em tese, portanto, o Governo já teria, pelo menos, essas vagas disponíveis para o programa ainda este ano.

Guedes não deixou claro, no entanto, qual seria a fonte de recursos para esse projeto. Ele disse apenas que o Governo Federal vai colocar esse programa em ação com o objetivo de aumentar o nível de emprego no país. Não se sabe ao certo quanto o Palácio do Planalto poderia acabar gastando com esses pagamentos.

Hoje, de acordo com o próprio Paulo Guedes, o Governo estaria concentrando todas as suas forças no novo Bolsa Família. O programa, que, aliás, deve passar a se chamar Auxílio Brasil, deve entrar em cena a partir do próximo mês de novembro. Pelo menos é isso o que se sabe até aqui.

Bônus para jovens

Embora não fale da fonte desta renda, Paulo Guedes deixou claro na entrevista que o programa vai sair do papel. Ele disse que essa seria uma maneira de fazer essas pessoas saírem de casa para procurar trabalho.

“Da mesma forma que você dá R$ 200 para uma pessoa que está inabilitada para receber o Bolsa Família, por que não pode dar R$ 200 ou R$ 300 para um jovem nem-nem?”, questionou o Ministro na entrevista para o jornal o Globo.

“Ele nem é estudante nem tem emprego. É um dos invisíveis. Por que eu não posso dar R$ 200 ou R$ 300? Estou pagando para uma empresa treiná-lo. Eu vou dar R$ 300”, completou o chefe da pasta econômica.

Prorrogação do Auxílio

Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, que é a pasta que responde pelo programa, o Auxílio Emergencial paga parcelas fixas em valores diferentes. Algumas pessoas recebem R$ 150, outras R$ 250 e outras R$ 375. Tudo vai depender das características dos indivíduos e das famílias de quem está pegando os montantes.

Segundo informações da imprensa, membros do Governo estão inclinados a aprovar uma prorrogação por mais seis meses. Caso isso se confirme, o programa acabaria entrando portanto no ano de 2022. E poderia chegar ainda mais próximo das eleições do próximo ano. A avaliação é que isso poderia ser bom para o governo do presidente Jair Bolsonaro.

É importante lembrar que ainda resta discutir é a questão do patamar de pagamentos. Há, dentro do Governo Federal, quem defenda que o Planalto deveria seguir fazendo liberações, mas com valores ainda mais baixos. Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, o nível dos repasses varia entre R$ 150 e R$ 375.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

4 Comentários
  1. Isaias Diz

    Vejo grande harmonia entre governo e nação…

  2. Isaias Diz

    Um âto de amor para a nacao brasileira…parabéns.

  3. Edson da Silva Diz

    Infelizmente nosso governo está criando uma nação de preguiçosos e vagabundos.

  4. Anadia Diz

    Cadê as minhas 14 parcelas do meu auxílio emergencial??? Quem papou??? Sou cadastrada e maior de idade.quero Justiça.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.