Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Novo Bolsa Família: tensão entre poderes pode atrapalhar programa, dizem ministros

De acordo com informações da imprensa, protestos no 7 de setembro podem atrapalhar viabilidade do novo Bolsa Família

Apoiadores do Presidente Jair Bolsonaro estão se preparando neste momento para a realização de uma manifestação em apoio ao chefe do executivo. O protesto deve acontecer nesta terça-feira (7) e reunir pessoas com pautas de apoio ao Governo Federal e críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF). E de acordo com informações de bastidores, isso poderia acabar atrapalhando o novo Bolsa Família.

Como isso seria possível? De acordo com informações da imprensa, ministros do STF estão em contato com o Governo Federal neste momento. Segundo a publicação, esses magistrados estão dizendo que Bolsonaro não pode ter nenhum “comportamento golpista” nessas manifestações. Caso contrário, o chefe do executivo poderia não conseguir realizar mais acordos com o poder judiciário.

Entre esses assuntos que estão na mesa de discussões está a questão do parcelamento dos precatórios. Para quem não sabe, essas são dívidas que o Palácio do Planalto tem com a Justiça. Como não há mais previsão se recursos, o Governo precisa pagar esses valores. O Ministro da Economia, Paulo Guedes, está tentando conseguir a liberação para esse parcelamento.

De acordo com ele, caso o Governo consiga essa liberação, o caminho para o aumento do valor do Bolsa Família ficaria mais limpo. Isso porque o Palácio do Planalto passaria a conseguir elevar os montantes sem precisar se preocupar com a questão do teto de gastos. Pelo menos essa é a ideia. No papel, tudo parece tranquilo. No entanto, conseguir essa liberação não está sendo fácil.

STF

Na última semana, Guedes iniciou conversas com magistrados do STF justamente para ter esse respaldo jurídico. O que o Governo quer é conseguir essa liberação por meio de um acordo com o judiciário. E é aí que entra a manifestação desta terça (7). Caso o Presidente não siga o que eles querem, a situação do novo Bolsa Família poderia ficar em risco.

Novo Bolsa Família

De acordo com o Ministério da Cidadania, a ideia do Governo Federal é começar os pagamentos do novo Bolsa Família no próximo mês de novembro. Assim, o projeto poderia acabar funcionando como uma espécie de substituto do atual Auxílio Emergencial.

O texto da Medida Provisória deste programa novo está no Congresso Nacional. O documento mostra uma série de detalhes sobre o projeto. No entanto, faltam algumas informações básicas como os valores dos pagamentos e também a quantidade de usuários que irão receber o benefício.

Ainda segundo informações do Ministério da Cidadania, o Bolsa Família atual atende algo em torno de 14,7 milhões de brasileiros. Destes, cerca de 10 milhões estão recebendo o dinheiro do Auxílio Emergencial neste momento. Pelo menos é isso o que se sabe.

Programa vai ficar maior

A ideia do Governo Federal segue sendo aumentar o tamanho do programa em relação ao que vemos atualmente. Só que ainda não dá para saber qual vai ser de fato o tamanho desse aumento. O Presidente Jair Bolsonaro disse em mais de uma entrevista que os repasses seriam de, no mínimo, R$ 300 por mês.

Hoje, ainda de acordo com o Ministério da Cidadania, o projeto paga uma média de R$ 189. Então caso a lógica de Bolsonaro se confirme, seria portanto um aumento de mais de R$ 100 por pessoa. No entanto, vale sempre repetir que nada está confirmado sobre esse assunto ainda.

Segundo informações de bastidores, o Governo Federal deverá voltar a falar sobre esse assunto ainda no final de setembro. O fato é que eles estão esperando por uma solução para a questão dos precatórios. E o 7 de setembro poderá ser decisivo para isso.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
4 Comentários
  1. Regiane Fernandes Cardoso Diz

    Boa noite eu sou Regiane Fernandes Cardoso tem uma filha portadora de deficiência chamada Andressa Fernandes Alves tô no CAD único mas não recebo nada pelo amor de Deus gente me ajuda a necessidade passou dois treinos tô com anemia tão forte tão forte porquê de tanta fome a minha filha toma remédio Fortíssimo olha o povo olha para mim eu não sei mais o que fazer para vocês poder me ajudar desde já eu agradeço por ler minha solicitação

  2. ADNILSO GOMES NERY Diz

    Não acredito no que está acontecendo! O receio da manifestação, em prol da Liberdade de expressão, mobiliza a imprensa a conjecturar e a lançar informações no intuito único de desmobilização das pessoas.

  3. Gilmara dos Santos Reis Diz

    Eu me chamo Gilmara moro alugado tenho quatro filhos Meu marido está desempregado Eu também estou desempregada preciso dessa ajuda esse r$ 200 de alimento se me ajudar agradeço

  4. Elcias Cordeiro da Silva Silva Diz

    Bando de mentirosos, matéria sem nexo nenhum.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.