Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.2/5 - (13 votes)

NOVO auxílio de R$1.000 para desempregados; veja quem poderá

A liberação do auxílio vai atender cerca de 45 mil pessoas com um valor de R$ 1.000

Atenção, mais um benefício liberado. Os cidadãos em situação de vulnerabilidade social, desempregados e Microempreendedores Individuais (MEI), já podem receber um auxílio no valor de R$1.000.

Veja também: Auxílio emergencial de R$600 e R$375: VEJA se o seu CPF foi utilizado para receber

A medida vai contar com 45 mil pessoas com um valor de quase um salário mínimo. O auxílio com o valor de R$1.000 mensal já está na segunda etapa. O objetivo do valor é garantir a bolsa para cerca de 180 mil paulistas.

É importante destacar que é necessário residir em São Paulo, ter mais de 18 anos de idade, ser alfabetizado e também está na condição de desempregado ou com registro no MEI.

Cumprindo os requisitos, basta acessar o portal Bolsa Povo e realizar a inscrição. Em caso de dúvidas, entre em contato com a Central de Atendimento no número:

  • 0800 7979 800 (segunda a sexta, das 8h às 18h. O atendimento eletrônico é 24h); ou
  • (11) 98714-2645 – WhatsApp (atendimento eletrônico 24h).

Após realizar a inscrição, o candidato passará por uma análise para que seja aprovado. Concedido, terá direito a um benefício no valor de R$ 1 mil, que será repassado em duas parcelas de R$ 500.

Porém, para manter o recebimento do Bolsa Empreendedor, o cidadão deverá participar de um curso gratuito de empreendedorismo, que será promovido pelo Sebrae. O Empreenda Rápido exige uma frequência mínima de 75%, além da formalização como MEI ou de outro regime rial com Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ).

Segundo o governo do Estado, o programa terá um investimento máximo de R$ 100 milhões. A intenção é amparar os trabalhadores autônomos que tiveram os negócios diretamente afetados pela pandemia do coronavírus, além de estimular o surgimento de novos empreendedores.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São Paulo ressalta que o benefício concedido mediante ao Bolsa Empreendedor dará prioridade ao público feminino, na sequência jovens, pretos, pardos, indígenas e pessoas com alguma deficiência (PCD).

Todavia, todos esses grupos passarão por uma triagem de qualificação para serem efetivados no mercado empresarial. Os cursos de capacitação terão uma carga horária de 20h ou 10h aula de modo virtual.

Durante as ministrações dos cursos, os cidadãos terão contato com várias temáticas referentes ao empreendedorismo, como ideias de negócios, marketing, finanças, formalização, entre outras relacionadas.

A previsão é que a próxima turma se inicie no dia 22 de novembro, na próxima segunda-feira. Então, fique ligado!

4.2/5 - (13 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

8 Comentários
  1. Dhy Oliveira Diz

    Está bolsa do povo é só pra cidade de São Paulo? Ou se estende ao interior de São Paulo sou de Jacareí interior de São Paulo é todo estado de são Paulo me respondam por favor !!!

  2. Carla Diz

    Estou desempregada desde a pandemia, tenho 2 filhos e pago aluguel. Essa oportunidade me ajudaria muito…..gratidão.

  3. Elizangela Diz

    Quero fazer .estou desempregada desde a pandemia sou mãe solteira pago aluguel nao trabalho cansada de entrevar curriculo e tenho fé em Deus q serei aprovada .melhor seria um emprego .mais tudo é bem vindo

  4. Chayene Fonseca Medeiros Diz

    Chayenefonseca123@gmail.com

  5. Leticia Diz

    Tenho interesse

  6. Paulo Diz

    pauloandreioli08@gmail.com

  7. Pedro Henrique Carvalho Diz

    Quero fazer

  8. Antônio glaucio ferreira da Silva Diz

    glauciosilva840@gmail.com

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.