Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Novo Auxílio de R$ 400 para quem é vítima de violência doméstica

De acordo com informações oficiais, mulheres vítimas de violência doméstica poderão ganhar Auxílio no valor de R$ 400

A Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro começou nesta última semana a entrega do Cartão Carioca. De acordo com informações oficiais, esse é o dispositivo que vai atender mulheres em situação de vulnerabilidade social e que tenham sofrido violência doméstica. O valor do novo Auxílio é de R$ 400.

Segundo informações da própria Prefeitura da capital fluminense, a primeira regra para ter direito ao benefício é morar na cidade do Rio de Janeiro. Além disso, é preciso ter uma renda per capita de até meio salário mínimo para conseguir receber esse dinheiro neste momento. Pelo menos é isso o que eles estão dizendo.

Ainda de acordo com a Prefeitura, neste primeiro momento estima-se que cerca de 80 mulheres terão direito ao cartão. E isso acabou gerando uma onda de críticas nas redes sociais. É que muita gente acredita que essa quantidade de usuárias não seria suficiente. O Governo municipal diz que a expectativa é aumentar esse montante para 500.

Cada vez mais construímos políticas específicas. Sabemos que a violência contra a mulher é um problema grave da nossa sociedade, que isso aumentou durante a pandemia. Cada vez mais a Prefeitura tem buscado estabelecer políticas públicas para ajudar essas mulheres” disse o Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Pelo que se sabe até este momento, esse auxílio vai ser pago por até seis meses para cada uma dessas mulheres. Assim, o benefício poderá chegar até a R$ 1,6 mil para elas. Só que a própria Prefeitura afirma que há a possibilidade de prorrogação por mais quatro meses, a depender da situação dessas beneficiárias.

Renovação do Auxílio

De acordo com a Prefeitura do Rio de Janeiro, uma equipe técnica do município vai avaliar a situação de cada usuário. E a partir desta avaliação eles irão decidir se a mulher pode ou não pode ter a renovação do benefício em questão.

“Muito bom poder lançar algo tão fundamental para a construção e emancipação das mulheres do Rio de Janeiro. A violência é algo que retira muitas mulheres do mercado de trabalho, o que impossibilita a autonomia financeira delas. Trazer esse auxílio é uma resposta para que elas possam garantir a sua renda e a partir disso a saída desse ciclo da violência”, disse a secretária de Políticas e Promoção da Mulher, Joyce Trindade.

Números da violência

A Prefeitura do Rio de Janeiro pretende entregar 80 cartões para mulheres vítimas de violência na cidade. Mas estima-se que muito mais cidadãs tenham sofrido com esse tipo de crime nos últimos tempos por lá.

De acordo com dados da própria Secretaria de Políticas e Promoção da Mulher, cerca de 34 mil vítimas foram registradas no Rio de Janeiro em 2020. Esse número obviamente não conta os casos que não chegam a ser denunciados.

Não atendo as regras

Como se sabe, obviamente esse benefício vai apenas para pessoas que moram na cidade do Rio de Janeiro. Mas se você mora em outra cidade ou estado, há ainda uma série de possibilidades de auxílio para esse público.

Em um nível federal, por exemplo, existe a ideia de se dar preferência para mulheres vítimas da violência no vale-gás nacional. Então, se você tem registro no Cadúnico, terá provavelmente mais chances de receber o benefício.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.