Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

No Instagram, Ministro estaria bloqueando críticos do Auxílio Emergencial

De acordo com cidadãos que perderam o Auxílio Emergencial, Ministro Onyx Lorenzoni estaria bloqueando contas no Instagram

O Ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral da Presidência , Onyx Lorenzoni, estaria bloqueando contas de pessoas que criticam o Auxílio Emergencial. Quem está dizendo isso são os próprios brasileiros que passaram por um bloqueio no benefício nas últimas semanas. Eles afirmam que não conseguem mais fazer as reclamações pela rede social.

O caso mais simbólico é o da conta Mães Solo Bloqueadas. Trata-se portanto de um perfil no Instagram que reúne várias mulheres que tiveram um bloqueio no Auxílio Emergencial. Por lá, essas brasileiras estão trocando experiências e organizando uma espécie de pressão contra o Governo Federal.

Em entrevista para jornais nesta terça-feira (27), representantes do grupo disseram que tiveram um bloqueio por parte da conta de Onyx Lorenzoni. Ainda de acordo com elas isso aconteceu depois que várias mães que seguem o perfil foram cobrar explicações do Secretário da Presidência da República nos últimos dias.

Ainda de acordo com a versão dessas mulheres, Onyx publicou um pequeno texto no seu Instagram criticando os cidadãos que não estavam satisfeitos com o Auxílio. “A gente trabalha e trabalha muito. Os cães ladram e as caravanas passam”, disse o ex-Ministro da Cidadania do Governo do Presidente Jair Bolsonaro.

Lorenzoni não respondeu nenhuma das nossas mensagens sobre os bloqueios nas contas dessas mães. De qualquer forma, caso ele envie uma resposta, este artigo vai passar por uma atualização. Até aqui não é possível saber se o Secretário estava se referindo exatamente aos críticos do Auxílio Emergencial.

Auxílio Emergencial

De acordo com informações do próprio Governo Federal, mais de 2 milhões de pessoas tiveram um bloqueio no benefício desde o início dos pagamentos ainda em abril deste ano. Hoje, cerca de 37 milhões de brasileiros recebem as parcelas do programa. É o que os dados dizem.

O Governo alega que as pessoas que perderam o benefício são aquelas que realmente estão apresentando dados inconsistentes em suas contas. De qualquer forma, eles estão dizendo que os cidadãos podem contestar o resultado.

No entanto, vale lembrar que essa oportunidade não vale para todo mundo. O próprio Dataprev informa que em casos de bloqueios definitivos as pessoas não podem realizar a contestações do resultado da negativa do Auxílio Emergencial

Prorrogação

Recentemente, aliás, o Governo Federal anunciou oficialmente a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais três meses. Com isso, os pagamentos deverão seguir até, pelo menos, o próximo mês de outubro.

E a tendência natural é que os bloqueios sigam. Pelo menos é isso o que o Governo Federal está dizendo. De acordo com o Palácio do Planalto, essas revisões nas contas são importantes para evitar que as fraudes aconteçam.

De acordo com a Controladoria Geral da União (CGU) e com o Tribunal de Contas da União (TCU), o Governo gastou bilhões de reais em pagamentos indevidos do Auxílio no ano passado. Por isso, eles não querem que esse cenário se repita neste ano.

Para os cidadãos que passaram pelo bloqueio, a história não é bem essa. De acordo com eles, as justificativas dos cancelamentos do Dataprev seriam irreais.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.