Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

No combate à evasão escolar, governo de SP anuncia bolsa para alunos do ensino médio

O governo de São Paulo anunciou nesta quinta-feira, dia 19 de agosto, o lançamento de um programa que visa manter os alunos do ensino médio na escola. Em coletiva de imprensa, o governador João Doria (PSDB) informou que estudantes poderão receber benefício de mil reais por ano por meio do novo Bolsa do Povo Educação.

De acordo com o governo, há cerca de 770 mil alunos matriculados na rede estadual que se encontram em situação de pobreza ou de extrema pobreza, sendo 267 mil alunos do ensino médio. Com a oferta da nova bolsa, o governo pretende beneficiar alunos em situação de vulnerabilidade e mantê-los na escola. 

Nesse sentido, o governo anunciou o programa como uma ação para evitar a evasão escolar nas unidades de ensino da rede estadual. 

Os alunos podem se inscrever por meio do endereço eletrônico bolsadopovo.sp.gov.br a partir do dia 30 de agosto. O prazo para as inscrições termina no dia 10 setembro. A inscrição exige o cadastro atualizado no Cadúnico. Apesar de ter o foco no ensino médio, alunos da rede pública do 9º ano do fundamental também poderão inscrever-se para ganhar a bolsa.

Para garantir o benefício, os alunos devem ter, no mínimo, 80% de frequência, com dedicação de 2 a 3 horas de estudos no aplicativo Centro de Mídias SP (CMSP). Além disso, o programa exige a participação ativa dos alunos nas atividades avaliativas.

Governo de SP irá investir R$ 400 milhões

No total, o governo de SP prevê o investimento de R$ 100 milhões em 2021 e de mais R$ 300 milhões em 2022. Em sua fala, Doria ressaltou a gravidade do problema da evasão escolar e falou sobre a necessidade de ações de combate à evasão.

“Quero ratificar a importância dessa iniciativa para combater a evasão escolar. Cinco milhões de crianças deixaram a escola em 2020 no Brasil. Isso é um deserto para o futuro do Brasil. Pessoas sem ensino não reagem, se tornam dependentes. E é isso o que nós não queremos. Queremos crianças e jovens que tenham, pelo ensino, a oportunidade de viver melhor”, afirmou o governador.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia SiSU 2021/2: Começa hoje a convocação de candidatos em lista de espera.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.