Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Motoristas de aplicativos são vítimas de golpe de caução de aluguel

Um novo crime tem chamado atenção: o golpe do caução do aluguel de carro para motoristas de aplicativo. Recente casos foram relatados para o G1, confira mais informações abaixo.

Neste caso específico o golpista se passou por um polícia militar para conquistar a confiança da vítima e aplicar o golpe.

Aluguel de carro: como funciona o golpe?

O golpe funciona da seguinte maneira: por meio de redes sociais o golpista anuncia a oportunidade de aluguel de carros, principalmente para prestar serviço de corrida por aplicativo. Desta forma, o criminoso oferece diversos modelos e opções para que a pessoa possa já começar a trabalhar.

“Manutenção do carro é por minha conta, todos os carros são revisados, tem uma vistoria uma vez. Gosto de pessoas comprometidas com o trabalho, pessoas sérias, pessoas que gostam realmente de trabalhar, que não querem brincadeira, entendeu?”, disse o golpista que se passou por policial militar.

Uma vítima ainda deu mais detalhes. “Se apresentou como Roberto, policial civil, trabalhando 12 horas, casado, num condomínio na Praça Seca. Ele entra em contato com a gente, ele passa o telefone dele, para a gente poder conversar através das redes sociais, né? E ai, a gente entra em contato com ele. Ele tem uma foto, ele coloca no perfil de terno, gravata, tudo bonitinho”, contou.

O suposto policial civil pede o depósito de R$ 800 como “caução”, alegando dinheiro também para o seguro do veículo.

A prática é comum entre as empresas que alugam carro, porém o valor menor chama atenção.

A maneira de falar, fotos e desespero das vítimas fizeram com que 10 pessoas relatassem o golpe, apenas três dela ainda não tinham pago o valor.

Golpista anuncia farsa

A vítima que entrou em contato com o G1, ainda contou a mensagem que recebeu depois de ter transferido o suposto caução do aluguel de carro. Confira:

“Meu amigo, nunca mais faça isso na sua vida. Nunca deposite dinheiro na conta de ninguém sem antes ver o carro. Estou preso em Bangu I. Infelizmente, você caiu num golpe”, revelou o golpista.

Mas porque essas pessoas aceitaram as condições sem nem ter visto o carro? A situação pode ser explicada pelo relato de uma vítima. “Desespero. A palavra é essa: desespero. Ainda mais como a gente estava numa situação muito difícil, onde todas as portas estão fechadas. A gente acaba sempre tomando decisões precipitadas mediante ao desespero que a gente vive. Então, a gente tenta ver o que é mais fácil para a gente poder trabalhar e colocar dinheiro dentro de casa. Fica esse alerta para todo mundo”, relatou a vítima.

Veja também como não cair no golpe da maquinha quebrada. 

 

 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.