Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Mercantilismo: tudo o que você precisa saber sobre esse fenômeno!

Mercantilismo: resumo para a sua prova!

Compreender o Mercantilismo é fundamental para compreender a Europa dos séculos XV e XVI, mas também o Brasil.

Dessa maneira, as provas nacionais costumam colocar questões sobre esse assunto entre as perguntas de humanas.

Assim, é fundamental que você domine esse assunto para conseguir garantir um bom desempenho nas suas provas.

E é justamente por isso que o artigo de hoje trouxe um resumo com as principais características do Mercantilismo.

Mercantilismo: Introdução

Recebe o nome de Mercantilismo o conjunto de práticas econômicas e de práticas sociais que se destacavam na Europa, durante o século XV. O referido século se encontra dentro da Idade Moderna.

A principal prática difundida pelo Mercantilismo era a ideia de que uma nação deveria ter a sua fonte de riqueza no comércio com o mercado exterior. Dessa forma, é nessa época que as chamadas Grandes Navegações surgem.

Além disso, nessa época, os países europeus aumentam ainda mais a intensidade de seus comércios e de suas redes de relações e intercâmbios de mercadorias.

Mercantilismo: Principais características

O Mercantilismo possui características em comum com todos os países no qual ele foi predominante durante o século XV.

Entre elas, está o controle pelo Estado da economia. Isso significa que as economias de cada país eram controladas pelos líderes de seus Estados.

Na época, predominavam fortes monarquias. Assim, os reis eram também os responsáveis pelo controle da economia de seus países. Eles tinham o poder de comandar expedições em busca de recursos e o poder de decidir como a riqueza seria gasta.

A segunda característica comum durante o referido período é a balança comercial favorável. Essa prática consista na ideia de que um país deveria exportar mais do que importar. Ou seja, ele deveria ganhar mais capital do que gastar.

Dessa forma, a balança comercial estaria sempre favorável, mantendo o Estado longe de dívidas.

O metalismo também é uma forte característica do Mercantilismo. Essa prática consistia na ideia de que a riqueza de uma nação deveria ser medida pela quantidade de metais que essa possuísse, ou seja, pela quantidade de ouro e de prata.

Essa ideia fez com que os países europeus buscassem explorar o continente recém descoberto, a América, para buscar metais procurais.

O protecionismo também foi uma característica do Mercantilismo. Com ele, os países visavam proteger a própria economia.

Ou seja, o povo era incentivado a comprar mais produtos nacionais e menos internacionais. Dessa maneira, os produtos internacionais tinham preços mais elevados.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.