Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Magalu lança rede social de compras; descontos podem chegar a 55%

Ferramenta está hospedada no SuperApp da companhia e foi batizada de Compra Junto; ideia é que cliente forme grupos para compras em conjunto para garantir descontos

O Magalu, braço digital da varejista Magazine Luiza, lançou nesta quarta-feira (23/3) uma nova modalidade de vendas: o Compra Junto. A ferramenta está hospedada no superapp da Magazine Luiza e funciona como uma espécie de rede social de compras, em que os clientes se juntam em grupos, compartilhando links de ofertas de seu interesse com sua rede de contatos.

LEIA MAIS: Ataque ao Mercado Livre e às Lojas Americanas mostra que o e-commerce é alvo de cibercrime

O objetivo é atingir um determinado volume de compras e, assim, garantir os descontos agressivos, de até 55%, oferecidos pela empresa. A intenção é que o próprio cliente se torne um divulgador de ofertas para que um grupo de compras seja formado para finalizar uma venda. 

Vinícius Porto, diretor de Experiência do Cliente do Magalu, explica que essa modalidade de negócio é chamada de social commerce porque ela usa a lógica das redes sociais. Segundo ele, os e-commerces tradicionais usam uma navegação orientada a buscas – isto é, o consumidor procura o que deseja comprar. No formato de rede social, o cliente navega entre as ofertas e é surpreendido por elas. O benefício para o cliente é o preço agressivo, abaixo da média de mercado, que ele não conseguiria em uma compra individual. 

O Magalu é a primeira grande plataforma de varejo a lançar a modalidade de rede social de compras no Brasil. “O Compra Junto usa o poder da internet para potencializar benefícios, tanto para o cliente, quanto para a empresa”, afirma Porto. “Sabemos que o brasileiro é um grande fã de redes sociais. Estamos unindo a atração das promoções com o entretenimento da interação, tornando a compra proveitosa e divertida.”  

Como funciona o Compra Junto 

As ofertas do Compra Junto são postadas com um tempo de duração e uma meta de interessados nos produtos. É preciso atingir o número mínimo de itens vendidos para alcançar o desconto proposto. O sistema reserva o valor no cartão de crédito de cada cliente até o grupo ser formado. Os pagamentos só são finalizados quando o grupo é fechado com sucesso. Caso não atinja a meta de produtos vendidos, os valores são estornados. 

Segundo Porto, o miniapp do Compra Junto oferecerá todas as categorias de produtos e faixas de preços, podendo ir, por exemplo, de itens de supermercado a geladeiras. “É uma oportunidade de mostrarmos nossa ampla variedade de categorias e produtos. São mais de 200 milhões de itens à venda em nosso SuperApp.” 

Os produtos serão entregues para todo o Brasil por meio da estrutura logística da companhia, e também podem ser retirados em uma das quase 1,5 mil lojas da rede física. No futuro, o sistema vai contar com geolocalização, o que ajudará a reduzir o tempo e o custo da entrega. Para a empresa, a nova modalidade de venda busca aumentar o número de usuários e a frequência de uso do SuperApp Magalu, além de reduzir os investimentos em mídia paga para a divulgação de ofertas, já que o próprio cliente atua como divulgador. 

Estudo mostra que e-commerce pode evoluir 

Uma rede social de compras é apenas uma das estratégias que os e-commerces podem adotar para alcançar mais vendas. Um estudo da OmniChat, startup do segmento de chat-commerce (vendas por aplicativos de conversa, como o WhatsApp), mostra que o comércio nos canais de chat tem sido a verdadeira evolução das vendas online. 

Pelo segundo ano, os dados mostram que o chat-commerce tem uma taxa de conversão bem acima do e-commerce, que costuma ser entre 1% e 2%. Os meios conversacionais podem chegar a uma taxa de até 40%, dependendo do segmento de mercado, ficando na média em 9%. 

A análise foi feita com base nos dados de mais de 400 empresas que utilizaram a plataforma em 2021, grandes marcas como L’Oréal, Decathlon, Animale, Telhanorte, Loungerie, La Moda, RiHappy e Leroy Merlin fazem parte desse portfólio.  

Entre os diversos pontos abordados, a pesquisa revelou que 10 milhões de consumidores foram atendidos em 2021, totalizando cerca de 18 milhões de atendimentos via plataforma OmniChat. Dentre as marcas atendidas, estão 50 dos maiores varejistas do Brasil. Em 2021, 8,5% dos brasileiros que usam WhatsApp conversaram com alguma marca atendida pela plataforma. 

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.