Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Literatura no vestibular: Principais obras do realismo no Brasil

O realismo é uma das escolas literárias mais cobras no Enem e em demais vestibulares. Isso se dá pela importância do período para a literatura no país, no século XIX. Como o próprio nome indica, o realismo foi marcado pelo retrato da realidade de forma muito crível nas obras. Além disso, os temas urbanos foram muito presentes, com a denúncia social por meio de personagens comuns e não idealizados.

Entre seus principais autores figurava Machado de Assis e suas obras foram das mais representativas do movimento. Confira abaixo algumas das obras mais importantes do realismo no Brasil.

Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881)

Em primeiro lugar, selecionamos o livro Memórias Póstumas de Brás Cubas que, além de ser uma das principais obras do realismo no Brasil, é também a obra que marca o início do movimento no país. Assim, com uma narrativa em 1ª pessoa, o romance traz um narrador inusitado que começa a escrever sua história de insucessos após sua morte.

O Cortiço (1890)

Escrito e publicado por Aluísio de Azevedo em 1890, O Cortiço é uma das principais obras do realismo porque traz uma exímia representação da realidade brasileira do século XIX, sem abrir mão do teor crítico. Desse modo, o autor conta diversas histórias paralelas que acontecem em um cortiço (habitação coletiva) no subúrbio do Rio de Janeiro. Nesse sentido, Azevedo explora bem os temas urbanos.

Quincas Borba (1891)

Quincas Borba é também um clássico realista de autoria de Machado de Assis. A história parte de um filósofo chamado Quincas Borba que deixa uma herança ao seu discípulo com a condição que este tome conta de seu cachorro, que levava também o seu nome. Essa obra narrada em 3ª pessoa se distingue das demais obras do autor no período por conta do foco narrativo. Além disso, Machado usa a loucura como o mote do romance.

O Ateneu (1888)

Já a obra O Ateneu é de autoria do escritor Raul Pompeia. O enredo também se ambienta no Rio de Janeiro. A obra narra a trajetória de um garoto chamado Sérgio, cujos pais enviam para um colégio interno renomado na capital. Colégio esse que se chama Ateneu e que mantém regras rígidas e princípios da aristocracia da época.

Esaú e Jacó (1904)

Por fim, apresentamos mais um livro de Machado de Assis. Publicado em 1904, o romance Esaú e Jacó conta a história de dois irmãos gêmeos, Pedro e Paulo, que são também rivais desde a infância. O maior impasse abordado entre os irmãos na obra é de cunho político, pois Paulo era a favor da República, enquanto Pedro era a favor do Império.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia O que fazer se “der um branco” na prova? Veja 3 dicas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.