Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Linkedin anuncia ferramentas para ajudar usuários na conquista do emprego

No ano passado, o mundo viu a pandemia atingir as pessoas com menos condições de suportar a situação. Pensando nisso, a Microsoft e a Linkedin, resolveram ampliar as ferramentas que facilitam a performance de usuários na hora de conquistar um emprego.

“Estamos dobrando esforços no LinkedIn e em toda a Microsoft para apoiar um mercado de trabalho baseado em habilidades mais inclusivas criando mais alternativas, maior flexibilidade e caminhos de aprendizagem acessíveis que os conectem mais prontamente a novos empregos”.

O LinkedIn planeja ajudar 250 mil empresas a fazer contratações baseadas em habilidades neste ano por meio de produtos de contratação novos e existentes.

Emprego pelo LinkedIn

A empresa está oferecendo novas maneiras para que os profissionais demonstrarem suas habilidades e diferentes ferramentas para que os empregadores se conectem aos candidatos com base em suas competências.

Veja exemplos das ferramentas disponibilizadas:

  • Novos recursos expressivos, inclusivos e personalizados no perfil do LinkedIn que ajudarão as pessoas a compartilharem mais sobre si mesmas, suas carreiras e seus objetivos de forma mais autêntica e envolvente. Isso inclui o  Cover Story – recurso que permite uma adaptação da sua foto de perfil com um vídeo interativo. Cerca de 75% dos recrutadores e gerentes de Recursos Humanos  acreditam que um currículo padrão é insuficiente na avaliação das soft skills de um candidato e quase 80% acham que o vídeo se tornou mais importante quando se trata de selecionar profissionais*
  • Destaque para o conteúdo e alcance de mais pessoas com o Modo de Criação, recurso voltado para os criadores de conteúdo que publicam regularmente percepções exclusivas e que estão trabalhando para aumentar o número de seguidores na rede. Com esta funcionalidade, é possível adicionar o botão “Seguir”, compartilhar mais sobre seus conhecimentos adicionando hashtags na parte superior de seus perfis – por exemplo #design ou #mentoria – e melhorar a exibição das informações relevantes com a alteração da ordem nas seções que mostram os destaques e atividades da conta.
  • Expansão dos negócios com a apresentação dos seus serviços- Freelancers e proprietários de pequenas empresas poderão criar uma Página de Serviços diretamente de seus perfis, listando as atividades que oferecem para ajudar a atrair novos clientes. Os serviços de listados oferecem aos usuários mais alcance para a comunidade global do LinkedIn de quase 740 milhões de pessoas. Nos próximos meses, adicionaremos mais maneiras de gerenciar as funções e  interações de compradores nessas páginas. Em breve, será possível também fazer avaliações e comentários diretamente.
  • O acesso estendido ao Gráfico de Habilidades do LinkedIn (disponível em inglês) ajudará a criar uma linguagem de habilidades comum para indivíduos, empregadores, instituições de ensino e agências governamentais que auxiliará na melhoria do planejamento da força de trabalho, na contratação e dos programas de desenvolvimento.

“A forma como as pessoas são contratadas não está funcionando. Muitas vezes esta contratação é baseada no último trabalho que a pessoa teve, na graduação que ela possui ou mesmo nas pessoas que conhece. No LinkedIn, queremos mudar isso para que os processos se tornem mais justos, mais dinâmicos e, não menos importante, mais impactantes no sucesso a longo prazo não apenas dos profissionais e das empresas, mas também das economias e sociedades”, afirma Ryan Roslansky, CEO do LinkedIn.

E então, gostou de conhecer essa oportunidade?

Não deixe de ler também – Universidade virtual lança cursos gratuitos em diversas áreas

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.