Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

INSS promove força-tarefa para agilizar análises de solicitações de benefícios

De acordo com as informações oficias, INSS montou força-tarefa para analisar solicitações oriundas de cidades atingidas pelas chuvas no Nordeste

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) iniciou neste mês de junho uma espécie de força-tarefa. O objetivo é acelerar o processo de análise de solicitações de benefícios. Neste momento, o foco está nos pedidos oriundos de cidades dos estados de Pernambuco e de Alagoas, que acabaram de passar por desastres naturais ocasionados pelas chuvas.

São nove cidades do estado de Alagoas, e outras 14 em Pernambuco. A regra geral da força-tarefa é acelerar as análises de pedidos de aposentadoria, salário-maternidade, pensão por morte e o auxílio-reclusão. A ideia é agilizar o procedimento inicialmente para os casos em que os pedidos tenham sido realizados há mais de 45 dias.

Dessa forma, a força-tarefa foca nas solicitações que os cidadãos fizeram antes mesmo da chuva. São brasileiros que estavam precisando do benefício, não tinham nenhuma resposta por parte do INSS, e agora perdendo tudo ou quase tudo por causa das chuvas que assolaram os dois estados nas últimas semanas.

“Os requerimentos serão analisados por servidores da análise do INSS, ou seja, serão analisados processos que já se encontram na fila de análise do INSS”, disse Miguel Araújo, que é coordenador de atendimento da Superintendência Regional no Nordeste. Ele também anunciou uma força-tarefa específica para analisar os pedidos de auxílio-doença.

Na última semana, o Governo Federal enviou para o estado de Pernambuco o caminhão da Caixa Econômica Federal. O veículo está estacionado na garagem da Prefeitura da cidade de Jaboatão dos Guararapes. Por lá, os cidadãos podem esclarecer dúvidas sobre pagamentos de benefícios e receber orientação acerca da solicitação de novos documentos.

Cidades da força-tarefa

O INSS, aliás, divulgou a lista de cidades dos estados de Pernambuco e de Alagoas que serão beneficiadas pela força-tarefa do Instituto. Veja abaixo.

Alagoas:

  • São Miguel;
  • Boca da Mata;
  • Coité do Nóia;
  • Coruripe;
  • Marechal Deodoro;
  • Penedo;
  • Rio Largo;
  • Roteiro;
  • Santa Luzia do Norte.

Pernambuco:

  • Recife;
  • Olinda;
  • Jaboatão dos Guararapes;
  • Moreno;
  • Cabo de Santo Agostinho;
  • Paulista;
  • Goiana;
  • Paudalho;
  • Camaragibe;
  • São José da Coroa Grande;
  • Nazaré da Mata;
  • Macaparana;
  • São Vicente Ferrer;
  • Timbaúba.

Estes são os nomes das cidades alagoanas e pernambucanas que estão em situação de calamidade pública, e cujos pedidos foram aceitos e publicados no Diário Oficial da União (DOU). É possível que novos municípios entrem na lista nos próximos dias.

Chuvas no Nordeste

As chuvas nos estados de Pernambuco e de Alagoas deixaram um rastro de destruição. As duas unidades da federação registram neste momento vários pontos de alagamentos e milhares de desabrigados e desalojados, que não sabem quando poderão voltar para as suas casas.

Só em Pernambuco, o Governo do estado já confirmou 129 mortes. Boa parte das vítimas fatais morreram soterradas por causa da queda de barreiras encharcadas devido a grande quantidade de água que caiu sobre elas nas últimas semanas.

As chuvas continuam. No Recife, o temporal que caiu durante a madrugada desta terça-feira (7) ocasionou a queda de mais uma barreira. A Defesa Civil do local já confirmou a morte de um adolescente de 14 anos de idade na tragédia.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.