Imposto de Renda 2024: qual é o prazo para entrega da declaração? Confira todos os detalhes

Se você é um dos milhões de brasileiros que precisam declarar o Imposto de Renda, é importante ficar atento aos prazos e as regras para o ano de 2024.

Este ano, os contribuintes deverão declarar todos os seus rendimentos do ano anterior, ou seja, entre janeiro e dezembro de 2023.

A seguir, confira a nossa matéria na íntegra e fique por dentro de tudo sobre os prazos, regras e como evitar cair na malha fina.

Qual é o prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2024?

Uma dúvida que sempre surge quando o assunto é Imposto de Renda é o prazo de entrega da declaração. Para não correr o risco de ficar em atraso com o Leão, já se programe: a declaração do Imposto de Renda 2024 deve ser entregue entre os dias 15 de março e 31 de maio.

Para fazer a declaração, é necessário usar o programa da Receita Federal disponível no site oficial ou o aplicativo Meu Imposto de Renda para dispositivos móveis.

Além disso, é importante lembrar que a contratação de um contador ou uma empresa especializada pode ser fundamental para auxiliar nesse processo e evitar erros.

Quem precisa declarar imposto de renda em 2024?

Quem precisa declarar imposto de renda em 2024?
Quem precisa declarar imposto de renda em 2024? Imagem: Shutterstock

De acordo com as regras da Receita Federal, devem declarar imposto de renda em 2024 as pessoas físicas que se enquadram em pelo menos uma das seguintes situações:

  • Receberam rendimentos tributáveis (como salários, aposentadorias, aluguéis, entre outros) acima de R$ 28.559,70 em 2023;
  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (como juros de poupança e indenizações) acima de R$ 40.000,00 em 2023;
  • Tiveram ganho de capital na alienação de bens ou direitos ou realizaram operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas em 2023;
  • Tiveram posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00 em 31 de dezembro de 2023;
  • Passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês de 2023 e nessa condição se encontravam em 31 de dezembro de 2023;
  • Optaram pela isenção do imposto de renda sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, desde que o produto da venda seja destinado à aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda.

Deduções permitidas e como maximizar sua restituição

Se você optar pelo modelo completo da declaração do Imposto de Renda 2024, poderá deduzir algumas despesas que reduzem a base de cálculo do imposto. Assim, será possível aumentar a sua restituição ou diminuir o valor do imposto a pagar.

A seguir, confira quais são as principais deduções que o contribuinte pode incluir na declaração:

  • Despesas com dependentes: até R$ 2.275,08 por dependente;
  • Despesas com educação: até R$ 3.561,50 por contribuinte ou dependente;
  • Despesas médicas e odontológicas: sem limite;
  • Contribuições previdenciárias: sem limite;
  • Pensão alimentícia: sem limite;
  • Doações incentivadas: até 6% do imposto devido;
  • Livro-caixa: para profissionais autônomos que registram as suas receitas e despesas.

Ademais, para maximizar a sua restituição, você deve guardar todos os comprovantes das suas despesas dedutíveis e informá-las corretamente na sua declaração. É importante também ficar atento aos limites de cada dedução e aos requisitos para incluir dependentes.

Como evitar cair na malha fina em 2024?

Em primeiro lugar, é importante lembrar que, quando uma declaração cai na malha fina, significa que a Receita Federal encontrou inconsistências nas informações.

Dessa maneira, o contribuinte deverá prestar esclarecimentos, podendo resultar em multas, juros e até mesmo em uma investigação pela Receita.

Por isso, para evitar que esses erros ocorram, é fundamental tomar alguns cuidados. Confira:

  • Não deixe para a última hora, pois a pressa em enviar a declaração do Imposto de Renda pode resultar na omissão de informações importantes. Além disso, pode ocorrer o risco de lentidão no site da Receita Federal, fazendo com que você perca o prazo;
  • Informe todos os seus rendimentos, independentemente do valor ou da fonte;
  • Informe corretamente todos os seus dependentes, incluindo também as suas fontes de renda, quando houver, e despesas;
  • Inclua todas as despesas dedutíveis. Assim, será possível receber um valor maior na restituição ou mesmo diminuir o valor a pagar;
  • Revise a declaração antes de enviar e verifique se existe algum erro de digitação ou mesmo alguma informação errada.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.