Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

IBGE e os números do desemprego no Brasil em 2021 

Conforme informações do IBGE, a taxa de desemprego no Brasil atinge 14,4 milhões de brasileiros. Veja mais dados oficiais!

Mais de 14 milhões de cidadãos estão desempregados 

Conforme informações do IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a taxa de desemprego no Brasil ficou em 14,1% no 2º trimestre de 2021,atingindo 14,4 milhões de brasileiros.

Além disso, o volume de trabalhadores que atuam por conta própria atingiu um número recorde, 24,8 milhões de pessoas. Sendo assim, esse resultado representa uma redução de 0,6 ponto percentual em relação à taxa de desemprego do 1º trimestre (14,7%).

Esses dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad). Conforme informa o Pnad, o volume de desempregados no trimestre encerrado (maio de 2021) chegou ao número de 14,8 milhões. Sendo assim, esse número representa uma estabilidade quanto ao trimestre anterior, porém, apresenta um preocupante crescimento quando comparado com o trimestre encerrado, elevando 16,4%.

A recolocação profissional cresce aos poucos 

Conforme dados da pesquisa do IBGE, o número de pessoas ocupadas cresceu 0,9% em comparação ao trimestre anterior. Sendo assim, são 86,7 milhões de ocupados. Entretanto, quando comparados ao trimestre encerrado em maio de 2020, esse número apresenta uma elevação neste dado, acrescentando 809 mil novos profissionais recolocados no mercado. 

Assim sendo, o percentual de ocupados em idade ativa chegou a 48,9%, o que representa uma estabilidade para os trabalhadores no que diz respeito ao mês de maio deste ano. Porém, representa uma queda no número de empregados quando comparado ao mês de maio de 2020, que apresentava uma taxa de 49,5%.

De forma sucinta, os números dizem que: 

Atualmente o Brasil possui cerca de 14,8 milhões de desempregados. Sendo assim, há um crescimento considerável no volume de desempregados, visto que são 2 milhões de desempregados a mais que em maio de 2020. É relevante a informação de que tal número se refere aos trabalhadores que estão buscando por recolocação ativamente. 

Força potencial de trabalho 

Já o grupo de pessoas que possuem força de trabalho potencial, mas estão fora do mercado de trabalho, aumentou em 1 milhão, quando comparado ao mês de maio de 2020. Sendo assim, na atualidade, são 10,8 milhões de pessoas que podem trabalhar mas não podem por conta de cuidados com a família, ou ainda, desistiram de procurar emprego, devido às dificuldades apresentadas pelo mercado de trabalho. 

Subocupados 

Subocupados são profissionais que atuam por menos de 40 horas semanais, porém, gostariam de trabalhar mais para ganhar mais. Sendo assim, na atualidade, são 7,4 milhões de subocupados, o que representa 1,6 milhão a mais do que em 2020.

Caso você faça parte das estatísticas aqui apresentadas, sugerimos que confira alguns artigos sobre elaboração do seu currículo e comportamento na entrevista de emprego para que possa se recolocar profissionalmente. 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.