Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

História do Brasil: Saiba quem foi o Padre Anchieta

Conhecido como apóstolo do Brasil, Padre José de Anchieta era missionário da Companhia de Jesus. A saber, ele fez parte do começo da catequização dos nativos em território brasileiro. 

Figuras que marcaram a história do Brasil podem aparecer em provas de vestibulares, assim como no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). O Padre Anchieta, então, é figurinha carimbada nessas avaliações. Conheça um pouco sobre sua vida e obra!

Breve biografia

José de Anchieta nasceu na Espanha em 1534, aos 14 anos foi estudar em Portugal. Devido uma doença óssea, orientado pelos médicos, partiu ainda jovem para o Brasil. 

Em terras brasileiras em constante contato com os indígenas aprendeu a comunicar-se com eles, com isso, passou a defendê-los dos colonizadores portugueses. 

Tinha como missão ensinar e catequizar os nativos. A saber, o Padre José de Anchieta fez parte da fundação do colégio da vila de São Paulo, posteriormente acabou tornando-se a cidade de São Paulo.

O padre acabou desempenhando diversas profissões e atividades ao longo da sua vida. Além de ser missionário, ele também foi historiador, gramático, teatrólogo e poeta.

José de Anchieta, transitou bastante sobretudo nas regiões que hoje são os estados do Rio de janeiro e Espírito Santo. A saber, em 1957 ele chega ao cargo de Provincial, o mais alto da Ordem de Jesus.

A partir daí, o Padre José de Anchieta passou a andar por toda extensão do Brasil Colonial, liderando as atividades e missões jesuítas.

Ele faleceu em 9 de junho de 1957, na capitania do Espírito Santo. Devido seu trabalho de catequização nas Américas ele ficou conhecido como “Apóstolo do Novo Mundo”. 

Padre Anchieta – Obras

A Academia Brasileira de Letras publicou em 1933 cartas, informações, fragmentos históricos e sermões, escritos pelo padre. 

Vale destacar que entre as suas obras mais populares está o “Poema à Virgem” escrito quando ele era refém durante uma período de negociações de paz entre índios e portugueses.

Outra obra que se destaca é a “Arte de Gramática da Língua Mais Usada na Costa do Brasil. Onde ele aborda a gramática que usou sobre o tupi durante sua missão. 

O Padre José de Anchieta recebeu algumas homenagens póstumas como o nome da cidade do Espírito Santo que antes era Reritiba, passou a chamar-se Anchieta.

Ademais, uma das principais rodovias do Estado de São Paulo que liga a Baixada Santista a capital paulista recebeu o nome do Padre: Rodovia Anchieta. 

E então, gostou de conhecer melhor sobre Padre Anchieta?

Não deixe de ler também – Tiradentes: Por que você precisa conhecê-lo para o ENEM

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.