Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Helenismo: um resumo para o ENEM!

Um resumo sobre o HELENISMO: tudo o que você precisa saber

O Helenismo é um período fundamental e que fundou muitas das bases do pensamento Ocidental. Dessa maneira, é fundamental entender o período helenístico para entender os demais períodos da História.

E é justamente por isso que o artigo de hoje trouxe um resumo com tudo o que você precisa saber sobre esse assunto tão importante!

Período Helenístico: Introdução

Também chamado de Helenismo, esse período compreendeu o período entre os séculos III a.C. e II a.C., quando os gregos estavam sob o domínio do Império Macedônico.

Após a queda do Império, a cultura helenística continuou predominante nos territórios que anteriormente eram dominados.

Porém, durante os séculos II a.C. e I a.C., com a conquista dos territórios pelos romanos, a cultura foi perdendo sua influência.

A Civilização Helenística

A civilização helenística surgiu da fusão de diversas culturas com, como a persa e a egípcia, com aquela grega.

Alexandre Magno promoveu o expansionismo grego, levando a cultura para o Oriente e fazendo com que ela se mesclasse a cultura local.

O processo de junção dessas culturas recebeu o nome de Helenismo e Cultura Helenística, sendo uma referência a maneira como os gregos se denominavam: Helenos.

Foram os Helenos que desenvolveram a pintura e a escultura, retratando a natureza e os movimentos do corpo, como em Laocoonte e seus filhos.

Entre os principais centros de difusão dessa cultura podemos destacar a cidade de Alexandria, no Egito; Pérmago, na Ásia Menor; e a Ilha de Rodes, no Mar Egeu.

Essa última contava com museus, academias, teatros, bibliotecas e um Instituto de Pesquisa. A arquitetura ressaltava pela riqueza e porte, como o altar de Zeus em Pérgamo, que foi reconstruído posteriormente e, atualmente, está no Museu de Berlim.

A filosofia também foi muito difundida e desenvolvida nessa época. Além disso, ela foi dividida em algumas correntes.

Entre essas correntes pode-se destacar o Estoicismo, acentuando a firmeza do espírito, a indiferença à dor, submissão à ordem natural das coisas e independência em relação aos bens materiais.

Podemos encontrar também o Cinismo que, por sua vez, apresentava total desprezo aos bens materiais e ao prazer.

O ceticismo, pelo contrário, dizia que as pessoas deveriam duvidar de todos os fatos que lhes são apresentados.

Por último, podemos destacar o Epicurismo, que aconselhava a busca pelo prazer.

 

 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.