Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo deve usar “sobras” do Bolsa Família em outros programas. Entenda

O Governo Federal está analisando a possibilidade de usar as “sobras” dos pagamentos do Bolsa Família em uma série de outros programas sociais. Pelo menos essa é a ideia do Ministro da Cidadania, João Roma. Ele, aliás, entrou em contato com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, para falar sobre esse assunto.

De acordo com informações da imprensa, a ideia de Roma é usar cerca de R$ 9,4 bilhões que sobraram dos pagamentos do Bolsa Família em outros programas. São projetos que trabalham na distribuição de alimentos e na construção de cisternas para famílias carentes.

Ainda não se sabe o que o Ministro da Economia pensa sobre esse assunto. No entanto, de acordo com informações da imprensa, é pouco provável que Guedes negue este pedido do Ministro da Cidadania. Principalmente porque ele não teria nenhum tipo de prejuízo nos cofres públicos.

De acordo com o Governo Federal, o Brasil tem cerca de 14,7 milhões de beneficiários do Bolsa Família. Só que 10 milhões destes estão recebendo neste momento o Auxílio Emergencial. Então, apenas quatro milhões estão pegando de fato o dinheiro do projeto fixo.

Dessa forma, cerca de R$ 9,4 bilhões irão mesmo sobrar na conta do programa. E é justamente essa quantia que João Roma quer aplicar em outros benefícios menores que se registram em todo o Brasil. No entanto, ele não deu mais detalhes sobre quais seriam essas iniciativas que receberiam essas quantias.

Fila do Bolsa Família

Se engana quem pensa que essa ideia poderia livrar o Governo de críticas. É que vale lembrar que de acordo com o próprio Ministério da Cidadania, cerca de 1,5 milhão de pessoas estão na fila de espera para entrar no Bolsa Família atualmente.

São brasileiros que passaram pela aprovação do Ministério e que, por algum motivo, ainda não entraram de fato no projeto. Parte desses cidadãos está recebendo o dinheiro do Auxílio Emergencial. No entanto, cerca de 400 mil não conseguiram entrar nem em um programa nem no outro.

Para esses 400 mil cidadãos que estão esperando uma resposta do Governo, a notícia do remanejamento da quantia certamente não é boa. É que significa dizer que mesmo com o dinheiro sobrando, o Palácio do Planalto não quer inserir mais ninguém neste momento.

Nova versão

Vale lembrar ainda que esse Bolsa Família como nós conhecemos hoje está com os dias contados. É que o Governo Federal está preparando uma nova versão para o projeto em questão. A ideia é tentar grudar a imagem do Presidente Jair Bolsonaro no benefício.

Até por isso, o programa deverá ganhar um novo nome a partir do último trimestre deste ano. A ideia, aliás, é começar os novos pagamentos no próximo mês de novembro, ou seja, logo depois do fim dos repasses do Auxílio Emergencial.

Tudo isso, no entanto, são informações de bastidores. Os brasileiros só ficarão sabendo das notícias oficiais quando o próprio Presidente Jair Bolsonaro fizer uma declaração sobre o assunto. E de acordo com o Ministro Paulo Guedes, isso deve acontecer ainda nesta sexta-feira (25).

3 Comentários
  1. Terezinha Fernandes Silva Diz

    Para quem trabalha paga aluguel tá difícil imagine para quem não trabalha paga aluguel e tem um monte de boca para alimentar

  2. LILIANE Diz

    E eu mãe solo com um filme de oito anos pra cuidar e não estou recebendo nenhum tipo de auxílio havendo sobras do bolsa família .Esse é o Brasil mesmo sem palavras 😕😕

  3. Janaina Simao Diz

    Porque nao libera o fgts emergencial tantas familias precisando mesmo trabalhando as coisas estao um absurdo fora que muitas familias mesmo trabalhando registrado mora de aluguel … Ai fica dificil nee

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.