Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo cria documentário para enaltecer auxílio emergencial e foca no Nordeste

Nesta quarta-feira (18), o governo divulgou um minidocumentário exaltando o auxílio emergencial, programa social criado em abril para ajudar trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs) durante a pandemia do novo coronavírus. O vídeo, realizado pelo Ministério da Cidadania, foca em cidades do Nordeste e mostra histórias de pessoas da Paraíba e de Pernambuco.

O documentário foi divulgado pela Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) e informa que mais de 38,1% da população do Nordeste recebeu o auxílio emergencial. Na peça de publicidade, o governo também afirma que mais de metade da população do Brasil recebeu o auxílio.

No vídeo, são mostradas histórias de pessoas de Cabaceiras e Queimadas, na Paraíba, e de Cumaru e Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco. No fim do vídeo, o governo afirma que criou, junto ao Congresso Nacional, o “maior programa de transferência de renda do mundo”.

O plano inicial do governo era de pagar R$ 200 por parcela do auxílio emergencial. Projeto aprovado pela Câmara e pelo Senado Federal aumentou as parcelas para R$ 600. Os beneficiários receberam cinco parcelas neste valor e alguns deles podem receber até quatro parcelas da prorrogação de R$ 300. Atualmente, o auxílio emergencial é considerado um grande responsável pela popularidade do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), especialmente nos estados do Nordeste.

O Ministério da Cidadania foi perguntado pelo portal UOL sobre o custo do minidocumentário, mas não respondeu.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.