Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Funil de Vendas – Topo, Meio e Fundo

Funil de vendas – Seu cliente está a caminho!

Um funil de vendas ou funil de Marketing Tradicional, é uma forma análoga de se referir ao caminho que um cliente faz até que feche uma negociação. Por isso, não existe um padrão exato, haja vista que cada segmento, tipo de atuação e porte de empresa possuem clientes com jornadas de compras diferenciadas.

Todavia, como ocorre no marketing digital, o funil de vendas possui um consenso como ponto de partida para as ações das empresas.

Topo, meio e fundo

Os clientes procuram por produtos, e essa busca é mensurável, pesquisável e pode ser rentável, se for bem observada. Por isso, o funil de vendas é basicamente dividido em três etapas: topo, meio e fundo.

Topo do funil e vendas

Inegavelmente o primeiro contato de um cliente com o produto é uma descoberta. Atualmente essa descoberta é feita pelo Google, na maioria das vezes. Sendo assim, esse primeiro contato está no topo do funil de vendas.

Metade do caminho

Após o cliente em potencial entender a própria necessidade e encontrar o que precisa, ele vai buscar de uma forma mais aprofundada. Sendo esse estágio, chamado de meio do funil. Ou seja, o cliente procura por produtos mais específicos, como: cor, tamanho, tipo, peso, etc. Ele já sabe o que quer e está disposto a descobrir mais detalhes.

Fundo do funil

A decisão de compra está próxima quando o cliente chega ao fundo do funil. Certamente nessa etapa ele já optou por alguma marca ou empresa. Sendo assim, nessa etapa o cliente já está no site lendo as informações e consultando formas de pagamento, por exemplo.

A conversão está quase feita, sendo um dos objetivos das estratégias de Marketing Digital. Todavia, há diferenças entre os funis de venda e marketing, sendo a principal: o funil de marketing digital não acaba nas vendas.

O acompanhamento do funil é fundamental para que uma empresa entenda a jornada de compra do seu cliente e possa melhorar as vendas, os fluxos internos, bem como seu relacionamento com o cliente.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.