Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

5 dicas para franquear sua empresa de forma correta

Aprenda como abrir franquias do seu negócio

Geralmente, não é necessário um tempo pré-determinado para que uma empresa se torne uma franquia. Na verdade, isso é bem relativo e se baseia em inúmeros fatores que interferem no funcionamento e nas perspectivas de crescimento do tipo de negócio. Desse modo, selecionamos 5 dicas incríveis para franquear sua empresa de forma correta.

Franquear sua empresa de forma correta -- Reprodução Canva
Franquear sua empresa de forma correta — Reprodução Canva

Entretanto, para que a mudança ocorra adequadamente, as estratégias de gestão aplicadas pelo empreendedor devem ser sólidas e bem estruturadas, de modo que a necessidade de expansão comece a se tornar mais iminente. Mesmo que outras lojas já tenham sido abertas, a abertura de unidades de franquia pressupõe um maior alcance de público e uma maior rotatividade de lucros, se mostrando, assim, como um modelo útil para desenvolver a empresa como um todo. Com isso, o momento de franquear a empresa costuma ser próprio de cada uma, mas é incomum que passe despercebido pelo empresário, pois o estimula a buscar mais informações sobre o assunto.

Mas é claro que é necessário ter calma para começar de vez esse processo, pois toda transição pode ser instável e trazer custos inesperados. Provavelmente você não vai cometer exageros, mas fique atento aos possíveis imprevistos para não sair no prejuízo. Basicamente, o que o investidor deverá fazer é modelar o funcionamento da empresa dentro da configuração de negócio disposta na Lei de Franquias. Assim, algumas demandas jurídicas e critérios organizacionais deverão ser atendidos para que seja autorizada a venda de unidades.

Todas as informações detalhadas estão disponíveis no artigo completo da Lei nº 13.966, de 26 de dezembro de 2019, que “Dispõe sobre o sistema de franquia empresarial e revoga a Lei nº 8.955, de 15 de dezembro de 1994”.

Avalie as finanças

O passo primordial desse novo processo é realizar uma análise minuciosa do seu negócio e confirmar que a dinâmica financeira possui um caráter rentável. 

Você precisa saber se vai ou não conseguir pagar todos os custos necessários para a operação. Além disso, é fundamental saber se terá como investir no suporte oferecido para os franqueados. Aqui, isso vale mesmo que existam taxas que serão posteriormente cobradas no momento do contrato.

Todas essas características são importantes, porque o empreendedor só verá sentido em investir na sua empresa se houver uma solidez de mercado e uma boa estabilidade monetária. Isso porque, como franquia, você está oferecendo a oportunidade para que um investidor construa um negócio idêntico ao seu.

Tenha uma padrão de modelo de negócio

Como franquia, o seu modelo de negócio precisa obrigatoriamente ser passível de ser copiado e transferido para outros pontos comerciais distribuídos pelo país. Isso inclui as estratégias utilizadas para que a empresa conseguisse se desenvolver até o ponto que está atualmente. 

Caso não possua, é preciso, então, encontrar formas de padronizar o seu modelo de negócio antes de franquear a sua empresa.

Formatação da franquia 

Essa etapa consiste em estar de acordo com todos os critérios previstos na Lei de Franquias. As ações referentes a realização da formatação incluem: adequação jurídica, providenciamento da COF (Circular de Ofertas de Franquias), pagamento de tributos e elaboração de contratos, sempre levando em conta as taxas de franquia e os royalties, principalmente.

Com isso, será preciso alinhar esses afazeres com os processos internos, os manuais e a documentação necessária que permitem a abertura de uma unidade. Aqui, vale lembrar que é a franqueadora a responsável por preparar toda a documentação relacionada à implantação e à gestão da nova sede do investidor .

Trabalhe na divulgação 

A divulgação da franquia é de extrema importância para que mais investidores em potencial saibam de sua existência e se mostrem bastante interessados no tipo de serviço que a sua empresa oferece.

O ideal é a construção de um planejamento de marketing e de uma boa rede de contatos para que as divulgações sejam mais assertivas. Uma estratégia interessante é buscar estabelecer comunicação com outros empreendedores que estão no processo de transição.

Faça um bom processo seletivo

O último passo para poder franquear a sua empresa e deixar que ela ganhe o mundo de forma gradual e potente, é elaborar um processo seletivo com o intuito de filtrar novos investidores. Assim, você vai receber apenas aqueles que se adequam ao perfil profissional exigido. 

Por fim, é muito importante que essa avaliação seja minuciosa e, além disso, que seja de acordo com as exigências que vem antes de um bom funcionamento de uma unidade. Afinal, esse futuro franqueado será “a cara da empresa” na localidade em que decidir abrir uma nova franquia do seu negócio!

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.