Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

FIM do auxílio de R$300 com retorno ampliado do Bolsa Família foi revelado

Paulo Guedes, ministro da Economia, afirmou que o plano do governo para o auxílio emergencial é encerrá-lo em dezembro deste ano, com retorno ao Bolsa Família como programa de transferência de renda.

“A resposta hoje, se você perguntar assim, qual o plano para o auxílio emergencial? Remoção gradual… acaba o auxílio emergencial. Que já foi 600, caiu pra 300 e ele acaba, nós voltamos para o Bolsa Família”, disse Guedes durante um evento online organizado pela Abras.

O ministro informou que esse é o plano A, tendo em vista que o surto de coronavírus está diminuindo no país e a economia, reagindo. De acordo com o cronograma de pagamento do auxílio emergencial, a última parcela será paga em 31 de dezembro.

Ainda, durante a sua participação, Guedes afirmou que, caso haja uma segunda onda de coronavírus chegue no país, o auxílio deverá ser mantido e um novo estado de calamidade pública será decretado.

Entretanto, o ministro afirmou que o gasto do governo será menor em um novo enfrentamento ao vírus, ficando por volta de 4% do Produto Interno Bruto (PIB), contra 10% do PIB neste ano.

“Nossa hipótese de trabalho é ir retirando os estímulos, é o que estamos fazendo, era 600 (reais), baixa para 300, depois aterrissa ali na frente ou numa versão do Renda Brasil, de renda básica, ou no próprio Bolsa Família que existia antes”, disse.

Auxílio prorrogado até dezembro

O presidente Jair Bolsonaro anunciou a prorrogação do auxílio emergencial por quatro meses no valor de R$ 300. A extensão do auxílio foi oficializada por meio de medida provisória e terá que ser aprovada por deputados e senadores no Congresso Nacional.

“Não é um valor o suficiente muitas vezes para todas as necessidades, mas basicamente atende. O valor definido agora há pouco é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família. Então, decidimos aqui, até atendendo a economia em cima da responsabilidade fiscal, fixá-lo em R$ 300”, disse Bolsonaro.

Neste ano, o Executivo depositou cinco parcelas de R$ 600 para os beneficiários do auxílio, visando ajudar os brasileiros de baixa renda, trabalhadores informais, MEIs, autônomos e desempregados.

Veja também: PROTOCOLADO novo auxílio emergencial para 2021 com valor de R$1.000

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

7 Comentários
  1. Maria Dalverlanda Campos Diz

    Guedes! Vá tomar no cu pilatra.

  2. Jaiza marta Falcao maia Diz

    Eu agradeço a Deus por ter recebido o auxílio emergecial,foi bem vindo no momento de muito sofrer,pois meu esposo faleceu nesse período difícil.so estou indignada com os funcionários do INSS não todos, mais uma parte aqueles que não sao do bem ,mas cúmplices de uma gangue de pessoas que não tem amor ao próximo,só pensam no ter no poder opessam que quando morrem levam tudo o que roubou de nois pessoas trabalhadores e humildades.pois por falta de amor ao próximo eles não liberam o auxilio doença do meu esposo.certo que ele faleceu não precisa mais .mas ele devem pensar na escola que fica com seus filhos,apesar do sofrimento .e também saber quando meu esposo estava vivo pagava todos os meses o que o INSS exigia ele pagar pra quando no momento de nescidades ele podesse usufruir ,mas ninguém reconhece o isso.O INSS deveria colocar pessoas com caráter pra ver isso .já estou recebendo o auxílio por morte, não preciso mais de auxílio emergecial. Só gostaria de saber como eu poderia fazer pra receber o que ficou com o governo ou com o INSS.era receber o auxílio doença pois era de direito dele antes de falecer,ele não vai mas precisar , mas eu esposa viúva preciso eu e meu filhos pois é nosso direito foi suor do meu esposo quando vivo. Gente vcs que pedem pra nois comentar devem nós ajudar.

  3. Eliete Heringer Diz

    Boa tarde!!
    E quem não tem bolsa família?
    Eu sou chefe de família desempregada escola fechada o que faço… Guedes vc tá fingindo que não vê o coronavirus aumentando aqui no Brasil já entramos na bandeira vermelha não tem leito mais nos hospitais você tá fazendo vista grossa não tá nem aí para os pobres e para os brasileiros que votar em vocês. vocês estão aí no bem bom..dar um tempo chegar de blá blá blá..

  4. Maria Aparecida luz ma Diz

    Sim

  5. Maria Aparecida luz ma Diz

    Tem que acabar porque tem gente que não precisa com gente da favela porque ele está comprando carro fazendo casa estoque de bar com dinheiro do governo m

  6. Teresinha Francisca Balbino Diz

    Esse auxilio é obrigatório Pó o 20 da populosa esta desempregado exclusivo eu sem renda pra sobreviver mas estamos na luta ainda não vê.menos a pobreza e dever senhores executivo e a ajudar porqu a comida esta muito cara um absurto tudo isto

  7. Edilenir Batista de Souza Evangelista Diz

    Se a pandemia não acabou o auxílio emergencial também não pode acabar

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.