Faça isto e acabe com pragas na hora

Confira métodos que acabarão com as pragas no seu jardim, imediatamente

As plantas do nosso jardim podem se infectar com diversos organismos que atrapalham o seu desenvolvimento natural e saudável. Por isso, é importante conhecer diversas dicas que possam te ajudar a acabar com as pragas na hora e não ter mais dor de cabeça com esse problema.

Nessa situação, é interessante encontrar maneiras de combate que possuam ênfase em métodos ecológicos. Uma vez que o intuito é diminuir o caráter agressivo contra as espécies presentes no seu plantio e ao meio ambiente de modo geral.

Confira como acabar com pragas na hora

Antes de tudo, é preciso compreender que a praga mais comum é o pulgão. Em síntese, é um pequeno inseto que se alimenta das fibras presentes nas folhas das plantas e causam danos quase permanentes em sua estrutura. Via de regra, a sua multiplicação é favorecida em altas temperaturas e em regiões com pouca chuva.

Sendo assim, as alternativas de controle, normalmente, se voltam para a amenização temporária dessas condições ou para a expulsão química e biológica do inseto. Então, com esses conhecimentos, você vai aprender o segredo definitivo de como acabar com pragas na hora e ficar mais tranquilo. Confira mais detalhes, a seguir.

Controle biológico

Em resumo, o controle biológico é um fenômeno natural entre os seres vivos e consiste na formação de cadeias alimentares complexas entre produtores e consumidores dentro de uma mesma região. Na natureza, esse evento ocorre em situações de mudanças climáticas e geológicas.

No nosso meio social, por sua vez, as espécies consumidoras que irão fazer o controle precisam ser inseridas mecanicamente, já que é impossível a sua inclusão de modo espontâneo. Desse modo, o inseto mais utilizado entre os cuidadores é a joaninha, a qual é um dos predadores naturais de grande parte das pragas.

Ainda, é preciso ter cuidado para não inserir uma quantidade excessiva de joaninhas. Pois, há grandes chances de eliminar outros insetos considerados minimamente benéficos.

Controle mecânico

Apesar de parecer impossível, também existe uma forma mecânica de eliminar a maioria dos pulgões e possíveis cochonilhas. Além disso, a aplicação consiste em utilizar um chumaço de algodão encharcado por uma solução de álcool, água e vinagre diretamente nas folhas das plantas.

Aqui, esse controle é mais adequado em jardins pequenos e com poucas espécies, pois o trabalho se mantém mais viável e com maior garantia de efetividade. O ideal, então, é fazer esse serviço manual uma vez por semana.

Controle químico

Talvez esse seja o método mais conhecido e que mais chama a atenção dos agricultores. Basicamente, o controle é feito por meio de inseticidas de ação rápida e aqueles seletivos contra predadores e parasitas. Afinal, eles também podem ser agressivos para outros seres vivos.

Como esse não é o intuito, você pode priorizar o produto de baixo custo e de fácil aplicação. No entanto, é preciso conferir o seu grau de toxicidade para não matar outros animais que contribuem para a saúde do seu jardim.

Caudas naturais

Uma alternativa para acabar com as pragas na hora é o uso de caudas preparadas à base de fumo. Pois, essas substâncias são nocivas para a maioria dos parasitoides que infectam a flora da sua casa.

Além do fumo, as caudas podem ser feitas com cinzas de madeira e com sabão neutro. Porém, esse último não garante resultados significativos, sendo preferível as duas primeiras opções.

Soluções homeopáticas

Mesmo com pouca aceitação social, os preparos homeopáticos vêm sendo grandes salvadores de inúmeros plantios doentes. Na maior parte das vezes, a forma de nosódios é a preferida, a qual é entendida como um bioterápico feito à base do próprio agente causador do dano, nesse caso, as pragas.

Pragas

Depois de conhecer as estratégias mais eficazes para acabar com praga na hora, é interessante conhecer as espécies nocivas, pois alguns controles biológicos podem acabar por ser distintos dependendo do tipo de inseto causador. Então, seguem os exemplos:

Pulgão-dos-cereais (Schizaphis graminum), pulgão-da-folha (Metopolophium dirhodum), pulgão-da-raiz (Rhopalosiphum rufiabdominale), pulgão-da-espiga (Sitobion avenae), pulgão-da-aveia (Rhopalosiphum padi), pulgão-do-milho (Rhopalosiphum maidis), pulgão-amarelo (Sipha flava), pulgão verde (Myzodes persicae), entre outros.

Manejo preventivo para acabar com pragas

Por fim, agora com todas as informações sedimentadas, é relevante saber das maneiras de evitar que o seu jardim seja assolado por qualquer tipo de parasita mais uma vez.

Primeiramente, você deve manter uma eliminação regular das ervas daninhas, além de se utilizar de tela anti-afídeo. Assim como, lançar mão de armadilhas coloridas e atrativas.

Desse modo, além de acabar com as pragas entre o seu plantio, você vai passar a não se preocupar mais com a possibilidade de acontecer novas infecções e os seus consequentes prejuízos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.