Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Existe uma vacina Covid 19 no Brasil?

Uma vacina no Brasil vem sendo desenvolvida pelo Instituto Butantã
O Instituto Butantã que desenvolve uma vacina em parceria com a farmacêutica Sinovac. Fonte: Wikimedia.

Com a chegada das vacinas no ano de 2021 deve oferecer algum alento contra o vírus covid 19. Afinal inovações como o RNA mensageiro já permitem que vacinas eficazes e seguras para parte da população.

Contudo isso não diminui a importância das vacinas feitas por meios tradicionais. Isso conforme elas ainda são mais acessíveis aos países do terceiro mundo.

É o caso do Brasil. Aqui ainda há obstáculos para utilizar os novos métodos do RNA mensageiro de empresas como a Pfizer e da Moderna. Por enquanto o país ainda deve recorrer às vacinas feitas com meios ortodoxos.

Até então existem duas parcerias para produzir e distribuir vacinas no Brasil. A primeira é a da Fundação Oswaldo Cruz com o consórcio entre Oxford e a AstraZeneca. A outra é a do Instituto Butantan com farmacêutica chinesa Sinovac.

A seguir vamos conferir então alguns detalhes que envolvem essas duas parcerias e a importância delas para o combate a covid 19 no Brasil.

Fiocruz

A vacina da Fundação Oswaldo Cruz associada à Oxford é a aposta do governo brasileiro. Ela surge então de um histórico de parcerias entra a fundação com a universidade britânica. Da mesma forma Oxford produz sua vacina em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.

Segundo a própria fundação, a vacina de Oxford foi escolhida por se encontrar mais desenvolvida. Atualmente a vacina se encontra na fase três de testagem. O meio de produção dessa vacina consiste na inserção da proteína do vírus no mecanismo celular.

Entretanto, a produção dessa vacina também encontra obstáculos. No mês de novembro problemas relacionados a fase três foram expostos.

 

Instituto Butantã

A vacina chamada de Coronavac é o resultado da parceria do Instituto Butantã com a Sinovac. Trata-se de um investimento do governo do estado de São Paulo para a produção de uma vacina com tecnologia brasileira e chinesa.

Sua produção consiste no cultivo de células do vírus da covid 19 em laboratório. Se neutralizam essas células para aplicá-las nos pacientes.

Atualmente ela se encontra próxima de concluir a fase três.

Essa vacina está sendo considerada para ser utilizada em uma campanha de vacinação estadual em São Paulo. Da mesma forma o Butantã também planeja colocar sua vacina para exportação.

O plano nacional de vacinação abriu espaço também para a Coronavac. Mas ela também tem sido alvo de disputas políticas entre o estado de São Paulo e o governo federal que quer exclusividade da vacina no Brasil.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.