Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Estudo mostra que professores brasileiros têm orgulho da profissão

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) realizou, em parceria com o Instituto Ayrton Senna, um monitoramento inédito sobre as competências socioemocionais com professores. Dentre os professores ouvidos, 96% dos professores têm orgulho da profissão que exercem. 

O monitoramento foi feito em maio e junho de 2021 e contou com a participação voluntária de profissionais da rede estadual paulista. A pesquisa foi aberta a todos dos professores da rede por meio de formulário on-line.

Mais de 40 mil professores brasileiros participaram da pesquisa. A maioria deles afirmou que respeito e justiça são as competências mais relevantes para a atuação docente. Dentre os ouvidos, 90% afirmaram que se sentem animados por trabalhar com estudantes e felizes quando se conectam com eles.

Desenvolvimento socioemocional

De acordo com o vice-presidente de Expansão e Relações Institucionais do Instituto Ayrton Senna, Roberto Campos de Lima, antes da pandemia a educação já tinha desafios muito importantes quanto a sua qualidade.

“Com o período de escolas fechadas, obviamente, o impacto ficou maior, e uma das coisas que começaram a aparecer foi o desenvolvimento socioemocional do estudante. Mas, como discutir o desenvolvimento socioemocional do estudante sem discutir o desenvolvimento do próprio professor? Falamos com quase 43 mil professores e tivemos alguns achados megaimportantes. Por exemplo, a ideia de grande maioria sente orgulho da profissão, que é importante, já que o senso comum tem um entendimento distinto desse”, destacou.

O estudo revela ainda que os professores têm o desejo de ajudar os alunos a lidar com suas emoções. Além disso, os docentes gostariam de ter apoio para seu desenvolvimento socioemocional, principalmente no que diz respeito ao autocontrole emocional. 

A maioria dos docentes, mais de 95%, reconheceu ainda que as 18 competências apresentadas pelo estudo são importantes para a prática docente.

Com informações da Agência Brasil.

Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia também Cursinho Pró-Enem da UFPB recebe inscrições para novas turmas.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.