Estas são as novas regras da CNH para idosos de 60, 65, 70 anos e mais

Estas são as novas regras da CNH para idosos de 60, 65, 70 anos e mais

Fique ligado nas obrigações

É preciso ficar sempre atento! A saber, as regras para a renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) para os idosos são específicas e impactam diretamente na frequência com que o documento precisa passar por atualização/renovação.

Para quem não está familiarizado, cabe destacar que no Brasil, a legislação define como idoso aquele que possui mais de 60 anos.

No entanto, as normativas começam a influenciar os motoristas já a partir dos 50 anos.

Siga a leitura para conferir todos os detalhes.

Prazo menor para a renovação da CNH

Diante desse contexto, é importante ressaltar que a partir dos 50 anos, a renovação da CNH passa a ser necessária a cada cinco anos, em contraste com os motoristas mais jovens, que agora podem renovar a cada dez anos até completarem 49 anos, de acordo com as alterações legislativas recentes.

Acompanhe o resumo:

  • Até 49 anos: Renovação a cada 10 anos;
  • Entre 50 e 69 anos: Renovação a cada 5 anos;
  • Mais de 70 anos: Renovação a cada 3 anos;
  • CNH Provisória: Validade de 1 ano.

Em suma, essa mudança tem como objetivo garantir uma avaliação mais frequente da capacidade de condução, especialmente no que diz respeito à aptidão física e à acuidade visual, já que esses são fatores primordiais para a segurança no trânsito.

Ainda mais, o encurtamento do período de renovação para os idosos justifica-se pela importância de monitorar bem de perto as possíveis oscilações de saúde que possam comprometer a habilidade de dirigir, tais como reflexos, visão e outras habilidades motoras essenciais.

Como é o processo de renovação?

Vamos lá! É válido mencionar que o processo de renovação da CNH deve ter início antes mesmo da data de expiração do documento. Por isso, fique sempre de olho nas datas do seu documento e evite penalidades.

Então, o processo em si envolve o agendamento e realização de exames médicos no DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) e, se aplicável, realizar os exames toxicológicos, especialmente para os motoristas de veículos das categorias C, D ou E.

Dessa forma, após a aprovação nos exames e o pagamento das taxas, o novo documento pode ser retirado pessoalmente ou pode ser enviado pelos Correios.

Por fim, batemos nessa tecla novamente: é recomendável que os motoristas programem a renovação da CNH alguns dias antes da data de expiração.

Afinal, ainda que existe uma tolerância de 30 dias após o vencimento, durante os quais ainda é permitido dirigir, ultrapassar esse prazo pode resultar em multas e acúmulo de pontos na carteira.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.