Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Entenda por que Auxílio Emergencial pode ter duas prorrogações

O Governo Federal ainda não anunciou oficialmente a prorrogação do Auxílio Emergencial, mas já considera que ela pode não ser a única. Pelo menos foi isso o que o Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira (25) durante uma reunião no Senado Federal.

De acordo com o Ministro, o Auxílio Emergencial deverá passar por uma prorrogação de três meses. Então, por essa lógica, os pagamentos deverão seguir até o próximo mês de outubro. No entanto, se a pandemia não apresentar uma melhora até esse prazo, eles não descartam fazer novos pagamentos.

Nesse sentido, dá para dizer que há chances de o Auxílio chegar até o final deste ano. Isso contraria todas as previsões do Governo para esses repasses. Em abril, por exemplo, eles garantiam que os pagamentos do benefício só iriam durar até o próximo mês de julho.

Apesar de não negar essa possibilidade, o Ministério da Economia não quer que essa nova prorrogação aconteça. Por isso a ideia do Palácio do Planalto é fazer o possível para acelerar o processo de vacinação contra a Covid-19. A meta é fazer com que o país volte ao normal, ou a algo próximo disso, até o mês de outubro.

Nas últimas semanas, alguns Governadores e Prefeitos estão fazendo promessas para conclusão da vacinação em adultos nas suas regiões. Foi com base nessas análises que o Ministro Paulo Guedes passou a acreditar que é possível voltar a normalidade neste período de tempo.

Prorrogação

Nessa mesma reunião no Senado, o Ministro Paulo Guedes disse que está confiante na geração de empregos no Brasil. De acordo com ele, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) deverá apresentar novos números sobre o assunto ainda nesta sexta (25).

O ritmo da criação de empregos é um dos pontos que pode acabar definindo o futuro do Auxílio Emergencial no Brasil. É que se os números de novos trabalhos seguir subindo em uma velocidade alta, o Governo vai passar a acreditar que o Auxílio Emergencial não seria mais tão urgente assim.

De qualquer forma, os olhos agora se viram mesmo é a para a pandemia. O comportamento do vírus é que vai definir qual caminho o benefício deve tomar nos próximos meses. O Presidente Jair Bolsonaro deverá fazer um pronunciamento para falar sobre o assunto em breve.

Bolsa Família

Essa fala de Paulo Guedes pode acabar jogando ainda mais incertezas sobre o futuro de um outro programa: o novo Bolsa Família. De acordo com informações do Governo, esse projeto novo só vai entrar em cena quando o Auxílio Emergencial terminar os seus pagamentos.

Então, se o benefício chegar ao fim em outubro, como parece que vai acontecer, o novo Bolsa Família só começaria os pagamentos em novembro. No entanto, se o programa tiver uma nova prorrogação para além de outubro, então não dá para saber o que vai acontecer.

É que vale lembrar que o Governo Federal tem um prazo para apresentar o novo Bolsa Família. É que 2022 é ano de eleição e, de acordo com as leis eleitorais, eles não podem apresentar projetos assim em ano de pleitos políticos. Dessa forma, eles precisam fazer até o último dia deste ano.

6 Comentários
  1. José Afonso Rodrigues de Sousa Diz

    O meu auxílio emergecial foi enviado pra caixa económica deis do dia 15/06/2021ate agora eu não tive resultado nem um sera que eu tenho direito de receber esse auxílio emergecial estou precisano muito estou desemprego

  2. José Afonso Rodrigues de Sousa Diz

    O meu auxílio emergecial foi enviado pra caixa económica deis do dia 15/06/2021ate agora eu não tive resultado nem um sera que eu tenho direito de receber esse auxílio emergecial estou precisano muito estou desemprego

  3. Lucelia Diz

    É muito triste a forma que o governo agiu este ano .. quem tem renda maior de meio salário mínimo ficar de fora do auxílio …. Quem consegue se na manter com está renda !!!! O auxílio pra mim foi cortado só porque consta que tenho renda maior de meio salário …. Porque o governo não inclui estás pessoas também a terem direito de receber ….

  4. CLEA ALVES ROCHA Diz

    Porque meu bolsa família tá suspenso

  5. Jefferson Diz

    Nossa vcs só publicam mentiras todas as suas publicações não são verdadeiras

  6. Gecivana Veríssimo de Sousa Diz

    Aecio de paula meu era de 600 reais hj so recebo 150 reais pq gorvernor não continuou com o mesmo processo isso qui estou ivocada pq 150 não da pra conpra guas nada o gorvernor tem qui entender o povo tbm ate minha bolsa família cortou por calsa de alxilio. Eu tenho unidade baixa poriço qui estou com raiva disso prefiro minha bolsa família de volta daque pega so 150 rais

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.