Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Período Helenístico: O que foi e os principais aspectos

A matéria sempre cai em vestibulares e no Exame Nacional do Ensino Médio!

O período Helenístico ou Helenismo fez parte de um momento importante da história grega e parte do Oriente Médio.

Trata-se de um tema bastante cobrado em vestibulares, assim como no ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio. Por isso, vale muito a pena ficar por dentro dessa matéria. Acompanhe o conteúdo a seguir.

Período Helenístico – O que foi?

O período Helenístico consiste no domínio do Império Macedônico sobre os gregos entre os séculos III e II a.C.

A influência grega foi tamanha, que mesmo após a queda do Império, a cultura helenística continuou se difundindo em todos os territórios que foram dominados anteriormente por eles.

Império Macedônico

Quando o imperador Felipe II é assassinado em 336 a.C., quem assume o trono é o seu filho Alexandre Magno, conhecido popularmente como “Alexandre, O Grande”.

A saber, entre 333 – 323 a.C. Alexandre Magno forma o maior império até então conhecido, conquistando uma enorme região.

A conquista de novas terras, por exemplo: Egito, Mesopotâmia, Síria, Índia e Pérsia, ajudou na disseminação da cultura helenística.

A princípio, ocorreu um processo de difusão cultural, onde as algumas instituições buscaram seguir o padrão grego e outras os padrões orientais. O início do período helenístico, então, dá-se com essa sociedade mista.

Logo após a morte de “Alexandre, O grande”, o império acabou se dividindo entre generais, formando três reinos:

  • Ptolomeu – Egito, Fenícia e Palestina
  • Cassandro – Macedônia e Grécia
  • Seleuco – Pérsia, Mesopotâmia, Síria e Ásia Menor

Em decorrência disso, criaram-se dinastias de soberanos absolutistas que acabaram perdendo as filosofias adotadas na época de Alexandre Magno. Desse modo, aos poucos os romanos foram dominando seus territórios.

Civilização e cultura do período Helenístico

A civilização helenística consistia na mistura de diversas sociedades. Alexandre Magno deixou de herança principalmente seu plano cultural que sobreviveu mesmo após a queda do império.

A conquista de novas terras promovida por Alexandre, foi importantíssimo para a disseminação da cultura grega no Oriente.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Desta forma, os elementos gregos acabaram sendo utilizados por culturas locais, esse processo foi denominado Helenismo, esse mix cultural entre a cultura grega e oriental foi importante para a criação da cultura helenística.

Os gregos que também eram conhecidos como Helenos, desenvolveram diversos campos importantes, com destaque para o alto nível artístico, científico, religioso, filosófico, econômico, pilares importantíssimo para difusão da cultura helenística.

Filosofia Helenística

Grandes filósofos apareceram durante o período helenístico, vale frisar que Alexandre foi aluno de Aristóteles.

Dentre alguns pensadores dessa época, destacam-se:

  • Marco Aurélio
  • Zenão de Cítio
  • Cleantes
  • Crisipo
  • Sêneca
  • Epicteto

O período também destaca-se pela dominação de algumas correntes, são elas:

  • Estoicismo
  • Cinismo
  • Epicurismo
  • Ceticismo

E então, gostou de conhecer mais sobre o período Helenístico? Esse pilar da história costuma aparecer muito nas provas. Portanto, vale a pena estudar.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?