Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Enem: 6 dicas para ir encarar as últimas semanas 

Na reta final de estudos antes do Enem 2021, colocar o foco nos lugares certos é fundamental para quem quer garantir bons resultados. 

“Se considerarmos que o Enem é uma maratona – e de fato é mesmo, afinal é um exame nacional que verifica a proficiência adquirida pelo estudante no decorrer de toda a sua educação básica –, este último mês que antecede o dia da prova é o momento da arrancada final”, compara o coordenador do Ensino Médio do Sistema Positivo de Ensino, Wilson Galvão.

Ele explica que, em uma maratona, este é o momento em que o atleta começa a vislumbrar a linha de chegada. 

No entanto, é preciso lembrar que a corrida ainda não acabou e que, para atingir os objetivos, a determinação precisa estar bem calibrada com algumas ações estratégicas. 

O especialista separou seis dicas que vão ajudar os candidatos a concluir a preparação para o Enem com o fôlego necessário.

É hora de acelerar, mas do jeito certo

Uma boa preparação para qualquer desafio exige uma série de ingredientes. Uma rotina bem delimitada, com foco, organização, disciplina e planejamento é fundamental. O mesmo vale para o Enem. 

“Nesta reta final, é importante organizar uma rotina de estudos diários para além dos horários das aulas regulares. Mas atenção: não dá para recuperar o tempo perdido. Você precisa cuidar do fôlego para concluir a maratona, então é preciso equilibrar o tempo de estudos e de descanso”, aconselha Galvão.

Saiba que conteúdos priorizar

Faltando poucas semanas para o exame, uma boa estratégia pode ser focar naqueles conteúdos em que se tem mais dificuldade. O especialista explica que “superar a falta de entendimento sobre algum assunto vai ajudar o estudante a se sentir mais confiante no momento da prova”. 

Para isso, os grupos de estudo são uma abordagem interessante porque permitem o compartilhamento dos próprios conhecimentos e a consolidação da aprendizagem. 

“É importante que todo o grupo esteja focado para que esses momentos sejam produtivos. O jogo on-line e bate-papos paralelos devem ficar para outra hora”, completa.

Invista em treinos e simulados

Além dos simulados feitos na escola ou nos cursinhos, buscar mais possibilidades para testar os conhecimentos é muito importante. Atualmente há muitas plataformas online que disponibilizam simulados e podem ser acessadas gratuitamente. 

“É fundamental que o estudante faça esses simulados com seriedade, porque eles reproduzem a dinâmica da prova. Assim, além de identificar possíveis pontos de melhoria, também é possível ter percepções sobre essa dinâmica e o controle de tempo e até mesmo entender como o corpo reage diante do longo período necessário para a realização do exame”, ressalta Galvão.

Saiba jogar “com o regulamento debaixo do braço”

O Enem é uma prova complexa que obedece a estruturas e configurações muito bem delimitadas. Entender essa formatação pode ser uma vantagem para o candidato. Nesse sentido, os professores aconselham a observar imediatamente qual é o comando dado por cada questão, que fique atento para o que os examinadores esperam que seja respondido. “Também ajuda a compreensão de como funciona a Teoria de Resposta ao Item (TRI), método utilizado pelo Enem para corrigir a prova. Um dos piores deslizes que o estudante pode cometer é responder equivocadamente questões mais simples ou fáceis. Pela lógica de correção da TRI, essa falha prejudica demais a nota final”, detalha o especialista.

Cuide de sua saúde e bem-estar

Nenhuma avaliação importante como o Enem pode ser feita apenas estudando muito. Os bons resultados dependem de uma tríade: conhecimento, saúde física e saúde mental. 

Por isso, embora a reta final requeira um pé no acelerador, não é recomendado sobrecarregar a rotina, já que isso pode gerar ansiedade, estresse e cansaço. 

Um dos pontos mais sensíveis é o tempo de sono. Galvão lembra que alimentar-se de forma saudável e praticar exercícios ajudam muito a manter o equilíbrio entre corpo, mente e estudo. Outro conselho é evitar bebidas como os energéticos. 

Abrir mão de conversas com amigos e familiares também não pode ser uma constante. 

“É obviamente recomendável que o estudante mantenha o convívio social, porque isso ajuda na manutenção da saúde emocional. Para ter bons resultados no Enem não é preciso se isolar do mundo”, reforça.

Leia muito, mas diversifique

Assim como em toda a vida, a leitura às vésperas do Enem estimula o cérebro e amplia repertórios. Isso é imprescindível para resolver toda a prova, mas principalmente para construir a redação, uma das etapas que valem mais pontos. 

No entanto, ler apenas os materiais relacionados aos conteúdos formais não adianta. 

“A principal recomendação é que o estudante diversifique as fontes de leituras, especialmente se a preferência for por atualidades ou notícias. E atenção: fatos e assuntos que abordam a realidade brasileira são o recorte de análise preferido na prova do Enem, então é uma boa estratégia ficar atento a eles”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sistema Positivo de Ensino 

E então, gostou da matéria? Não deixe de ler também – Governo de Amazonas entrega os cartões do Auxílio Estadual

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.