ENEM 2023: VAGAS SÃO ABERTAS PARA CORRETOR DO ENEM; veja os valores e regras

Inscrições estão abertas

Além de ser uma oportunidade para aqueles que querem ingressar em um instituição de ensino superior, o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) também proporciona oportunidades de trabalho para as mais variadas funções.

Os editais para trabalhar como corretor da redação do ENEM 2023 já foram divulgados e as inscrições estão abertas

Assim, para que você entenda como o processo de seleção irá funcionar e como você pode se inscrever, separamos um resumo completo sobre as vagas para trabalhar como corretor do ENEM. Confira! 

Vagas para corretor do ENEM: inscrições estão abertas

O Cebraspe, Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos, já divulgou os editais do Programa de Atualização e Qualificação de Avaliadores (PAQ-A) e do Programa de Aperfeiçoamento e Qualificação de Supervisores (PAQ-S).

Através dos dois processos serão selecionados os futuros colaboradores para atuar na correção das redações do ENEM 2023. As vagas contemplam duas funções diferentes: avaliadores e supervisores. 

As inscrições já estão abertas e todos os candidatos que quiserem participar do PAQ poderão se inscrever até a próxima segunda-feira, dia 10 de julho

Os interessados deverão se inscrever exclusivamente online por meio do formulário eletrônico disponível no site do Cebraspe. No momento da inscrição, os candidatos deverão fornecer  documentos que comprovem os requisitos informados no edital da seleção.

Fases da seleção

Conforme as informações divulgadas pelo Cebraspe, a seleção de colaboradores para correção das redações do ENEM irá acontecer em duas fases diferentes. 

Como parte da primeira fase para avaliadores (PAQ-A), os candidatos deverão participar de um curso de capacitação dividido em cinco módulos, com carga horária de 120 horas. O curso irá acontecer de forma virtual. 

Para os supervisores (PAQ-S), por sua vez, está prevista uma primeira fase composta por um curso de aperfeiçoamento de 180 horas. O curso também será oferecido a distância.

Vagas trabalhar ENEM
Os candidatos deverão passar por uma seleção para conseguir uma vaga para trabalhar na correção das redações do ENEM. Imagem: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

A segunda fase do processo seletivo, comum para avaliadores e para supervisores, será composta por uma prova objetiva e uma prova discursiva. Os exames serão realizados de forma presencial nas capitais de todos os estados brasileiros e também no Distrito Federal.

Quem pode ser corretor do ENEM 2023?

Poderão participar do PAQ-A todos os candidatos que possuírem graduação na área de Letras/Língua Portuguesa ou Linguística. 

Para participar do PAQ-B, por sua vez, os candidatos devem atender aos seguintes critérios:

  • Graduação na área de Letras/Língua Portuguesa ou Linguística;
  • Mestrado, doutorado ou especialização em Língua Portuguesa, Literaturas de Língua Portuguesa ou Linguística; ou
  • Experiência de, no mínimo, três anos em avaliação de redações em larga escala; 
  • Experiência como supervisor ou auxiliar de supervisão em uma das edições passadas da prova do ENEM.

Cronograma do processo seletivo

Conforme o cronograma oficial do processo seletivo divulgado pelo Cebraspe, a primeira fase da seleção (curso de capacitação e de aperfeiçoamento) irá acontecer entre os dias 24 de agosto e 27 de setembro

As provas, tanto aquela objetiva como a discursiva, serão realizadas no dia 1º de outubro. A data é a mesma para os candidatos que concorrem às vagas de avaliadores e para as vagas de supervisores. 

No dia 31 de outubro, por sua vez, será divulgado o resultado final das seleções. Os candidatos aprovados irão receber um convite para trabalhar no ENEM 2023 e para participar da capacitação presencial. 

Remuneração dos corretores do ENEM

Segundo as informações que já foram divulgadas, os profissionais selecionados através do processo seletivo PAQ deverão corrigir de 100 a 200 redações por dia. Caso o corretor não cumpra a meta estabelecida, ele poderá ser excluído do quadro de avaliadores. 

Até 2022, os avaliadores recebiam de R$ 3 a R$ 5 por redação do ENEM corrigida. Dessa forma, ao final do período de correções, os profissionais recebiam uma remuneração total que variava entre R$ 6 e R$ 12 mil

Vale ressaltar que, na última edição do ENEM, a seleção de corretores e os pagamentos foram realizados pela FGV (Fundação Getúlio Vargas). 

A última atuação do Cebraspe como responsável pelas provas aconteceu em 2017.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.