Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Lei que reduz mensalidades em escolas e universidades é sancionada na Paraíba

A medida vale temporariamente, até o retorno às aulas presenciais. A cobrança de juros e multas está proibida enquanto durar o estado de calamidade pública estadual em razão da pandemia.

O governador da Paraíba, João Azevêdo, sancionou a lei que obriga escolas e universidades particulares do estado que não oferecem aulas remotas a reduzirem o valor das mensalidades.

O texto entrou em vigor, nesta quinta-feira (28), após ser publicado no Diário Oficial do Estado. A medida vale temporariamente, até o retorno às aulas presenciais.

A lei estabelece ainda o desconto de 50% na mensalidade aos alunos que possuem deficiência intelectual, visual, auditiva ou outra que o impeça de acompanhar as aulas e atividades educacionais de forma remota.

Outro ponto assegurado pela lei diz respeito aos alunos que já têm algum tipo de desconto das instituições. Eles também serão beneficiados, mas aplicando-se os percentuais de redução sobre o valor que pagam mensalmente.

As instituições terão a opção de oferecer descontos maiores ou negociarem com os consumidores outras formas de pagamento.

Confira abaixo os percentuais de desconto na mensalidade:

I – 10% (dez por cento), possuindo a instituição fornecedora dos serviços educacionais de 01 até 100 alunos matriculados regularmente;

II – 15% (quinze por cento), possuindo a instituição fornecedora dos serviços educacionais de 101 até 300 alunos matriculados regularmente;

III – 20% (vinte por cento), possuindo a instituição fornecedora dos serviços educacionais de 301 até 1.000 alunos matriculados regularmente;

IV – 30% (trinta por cento), possuindo a instituição fornecedora dos serviços educacionais mais de 1.000 alunos matriculados regularmente.

Ainda de acordo com a lei, a cobrança de juros e multas está proibida enquanto durar o estado de calamidade pública estadual em razão da pandemia.

Fiscalização

O cumprimento das medidas será fiscalizado pelo Procon estadual e pelos Procon´s municipais. O descumprimento sujeitará a instituição de ensino infratora às sanções estabelecidas no Código de Defesa do Consumidor.

O governador vetou um artigo que previa a redução de 5% na mensalidade de escolas que oferecem aulas remotas. Para ele, mesmo com a redução de custos devido à pandemia, essas instituições tiveram despesas com a adaptação de aulas online.

Leia Também:

brasil 123  
1 comentário
  1. Edgar Diz

    Thank you for this post. Its very inspiring.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?