Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Estudo de Harvard defende aprendizagem ativa

Estudo realizado na Universidade de Harvard e publicado no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences, revela que estudantes têm preferência por estratégias de ensino aprendizagem que exijam deles menos esforço, mas estudo defende aprendizagem ativa. Entenda mais abaixo.

Apesar dos estudantes considerarem que estratégias como aulas expositivas, que requerem baixo esforço cognitivo, são mais eficazes para seu aprendizado, não funciona bem assim. Nesse sentido, estudo mostra que atividades que fazem o aluno colocar “a mão na massa” ou que exigem a resolução de problemas em grupo são mais eficazes.

Assim, o estudo concluiu que quanto maior o esforço e a dificuldade envolvidos mais os alunos aprendem. Essas são características de uma abordagem ativa e centrada no aluno, por esse motivo, os pesquisadores defendem o esforço pela aprendizagem ativa.

A pesquisa foi realizada com dois grupos de estudantes da Universidade de Harvard durante 15 semanas. Nas primeiras 11 semanas os dois grupos tiverem aulas expositivas dos seus respectivos professores, mas na décima segunda semana, a metodologia mudou para um dos grupos.

O primeiro grupo continuou recebendo aulas expositivas, com apresentação de slides e explicação de resolução de problemas no quadro. Já o o segundo grupo passou a receber aulas centradas em uma abordagem ativa de ensino, centrada no aluno. Logo, ao invés da apresentação de soluções, os estudantes do segundo grupo foram incentivados a se reunirem em grupos para a resolverem os problemas.

Segundo os pesquisadores, foi utilizado o mesmo material com ambos os grupos, mudando apenas a abordagem. Os alunos foram avaliados com testes de múltipla escolha ao final de cada aula.

Os alunos do segundo grupo apresentaram melhores resultados que os do segundo grupo, revelando que a aprendizagem ativa foi mais eficaz.

Nesse sentido, os pesquisadores destacam os benefícios da aprendizagem ativa e afirmam que os professores devem incentivar os alunos a verem produtividade no esforço. Desse modo, é papel do professor introduzir uma abordagem mais ativa no ensino e auxiliar os estudantes no desenvolvimento de habilidades metacognitivas.

Gostou deste texto? Deixe seu comentário.

Fonte: Porvir

Veja também:
Curiosidades: 5 fatos sobre o Ensino no Brasil.
Confira os principais pensadores brasileiros da área da Educação.

Entenda a importância de Paulo Freire para a educação

 

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?