Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Educação: Meta de alfabetização no Brasil

A Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio) Contínua Educação 2019, pesquisa realizada e divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelou que Brasil se aproxima da sua meta de alfabetização prevista para 2015.

Ao todo, o número de analfabetos no Brasil é de 11 milhões de pessoas. O analfabetismo atinge principalmente pessoas mais velhas. Entre pessoas negras, atinge quase o triplo que o número para pessoas brancas.

A alfabetização é um desafio para a Educação brasileira, nesse sentido, o Plano Nacional de Educação (PNE) estabeleceu uma meta de alfabetização para o Brasil que deveria ser alcançada em 2015. Contudo, a Pnad 2019 revelou que só agora o país se aproxima da meta.

A previsão era de que no ano de 2015 a taxa de analfabetos atingisse percentual menor que 6,5%, mas só em 2019 o Brasil de aproximou de 6,6%. Nesse sentido, entre 2018 e 2019, cerca de 200 mil pessoas deixaram a condição de analfabetismo.

A pesquisadora do IBGE Adriana Beringuy, afirmou sobre os resultados:

“Estamos muito próximos da meta [do PNE], só que era para ela ter sido alcançada em 2015. Chegamos em 2019 com 0,1 ponto percentual abaixo desse alvo”.

Desafios

Mesmo com atraso, o Brasil se aproxima da meta de alfabetização e se depara com o próximo desafio na área da Educação que é de erradicar o analfabetismo no país. Assim, o país teria mais quatro anos para cumprir a meta de erradicação, que segundo o PNE deverá ocorrer até 2024.

Porém, a pesquisa revela que o analfabetismo no Brasil tem cor, faixa etária e região. Nesse sentido, as desigualdades deverão ser superadas.

Quase 6 milhões de pessoas idosas são analfabetas no país, assim, o maior índice de analfabetismo se concentra entre pessoas maiores de 60 anos.

Entre os idosos que se autodeclaram como pardos ou pretos, o índice é ainda maior. Enquanto o percentual de analfabetismo entre pessoas brancas idosas é de 9,5%, entre pessoas negras da mesma faixa etária, chega a 21,7%.

Quanto aos dados por região, o Nordeste segue com a maior taxa de analfabetismo entre as regiões brasileiras.

Gostou deste texto? Deixe seu comentário.

Veja também:
Curiosidades: 5 fatos sobre o Ensino no Brasil.
Confira os principais pensadores brasileiros da área da Educação.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Estudo de Harvard defende aprendizagem ativa.

Entenda a importância de Paulo Freire para a educação

 

 

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?