Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

37 milhões de trabalhadores podem sacar até R$998 do FGTS; veja quem pode

Do total de R$42,6 bilhões liberados pelo governo federal, R$27,5 bilhões do total já foram pagos pela Caixa.

De acordo com informações da Caixa Econômica Federal (CEF), aproximadamente 59 milhões dos 96 milhões de trabalhadores já realizaram os saques-imediatos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Do total de R$42,6 bilhões liberados pelo governo federal, R$27,5 bilhões do total já foram pagos pela Caixa. Em percentuais, isso significa que 62% dos trabalhadores sacaram 65% dos recursos.

O governo liberou, no primeiro momento, os saques de até R$500 por conta vinculada do FGTS. Após isso, no fim do ano passado, foi liberado os saques de até R$998, para certas situações.

Os saques-imediatos do FGTS tiveram início em setembro do ano passado. Os trabalhadores faziam retirada de acordo com um calendário, de acordo com o mês de aniversário do trabalhador. Clientes da Caixa receberam os valores automaticamente, enquanto os demais tiveram ou têm o dinheiro disponível para saque.

Com o término do calendário, quem ainda não foi ao banco retirar o dinheiro, independente do mês de nascimento, terá até 31 de março para fazer a retirada. Caso o saque não seja realizado, o dinheiro retorna para contas do FGTS.

Os correntistas da Caixa que receberam os valores, mas ainda não sacaram, terá até o dia 30 de abril de 2020 para comunicar o banco que preferem manter o dinheiro no Fundo de Garantia. A Caixa tem até 60 dias para retornar os valores para a conta vinculada de FGTS.

O saque-imediato do FGTS não impede o trabalhador de sacar o FGTS em caso de demissão, nem tira o direito a receber a multa dos 40% sobre o valor.

Quais os valores dos saques?

O valor dos saques chega a até R$500 por cada conta vinculada, sendo limitado ao valor do saldo de contas ativas e inativas. Veja como serão disponibilizados os saques:

  • Quem tinha até R$ 998 e já sacou R$ 500: liberado o saque de até R$ 498 a mais por conta;
  • Quem tinha até R$ 998 e ainda não sacou R$ 500: saque liberado de até R$ 998 por conta;
  • Quem tinha mais do que R$ 998 e já sacou R$ 500: não pode sacar nada;
  • Quem tinha mais do que R$ 998 e ainda não sacou nada: pode sacar até R$ 500 por conta.

Como conferir se posso sacar o dinheiro?

Para saber se pode resgatar a grana, é preciso conferir o extrato do FGTS. Isso pode ser feito em qualquer agência da Caixa, ou pelo site www.fgts.gov.br ou pelo Aplicativo FGTS.

O saque da grana pode ser feito em agências da Caixa, em lotéricas e nos correspondentes Caixa. É necessário levar um documento de identificação. Quem possui o Cartão Cidadão pode fazer a retirada no caixa eletrônico. O trabalhador que aderiu ao saque imediato não perde o direito ao seguro-desemprego em caso de demissão sem justa causa.

Veja também: CAIXA lança saque do FGTS 100% digital; veja como vai funcionar

Leia Também:

top planilha
1 comentário
  1. Almir Diz

    Eu queria intender pq eu que tenho mais é já saquei os 500 não posso retirar o restante.
    E quem tem menos pode, negócio mal feito.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.