É verdade que haverá a retomada da tributação de compras abaixo de 50 dólares? Confira

É verdade que haverá a retomada da tributação de compras abaixo de 50 dólares? Confira

Atualmente, os brasileiros desfrutam de uma isenção de taxas alfandegárias para compras abaixo de 50 dólares.

Entretanto, essas compras devem ser realizadas em sites que participam do programa Remessa Conforme. Após um extenso debate sobre a questão das compras internacionais, o Governo Federal instituiu esse programa.

Assim, o objetivo do programa é de eliminar a taxa de importação para aquisições de baixo valor, ou seja, aquelas compras abaixo de 50 dólares. Além de buscar equilibrar a questão do consumo interno. Contudo, essa isenção pode estar sujeita a mudanças em breve.

O programa Remessa Conforme estabelece diretrizes e requisitos que os sites de e-commerce internacionais devem atender para garantir uma experiência de compra segura e transparente para os consumidores no Brasil.

Leia esse artigo que preparamos especialmente para você e fique por dentro desse assunto!

A isenção em compras abaixo de 50 dólares chegou ao fim?

compras abaixo de 50 dólares
Governo debate possível mudança na isenção da carga tributária para compras internacionais, hoje assegurada para compras abaixo de 50 dólares. Imagem: Canva.

O possível fim da isenção de impostos em compras abaixo de 50 dólares tem gerado rumores. Especialmente após uma reunião entre representantes da indústria têxtil e o Ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

Após o encontro, Jorge Gonçalves Filho, presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Varejo (IDV), concedeu uma entrevista à revista Exame.

Durante a entrevista, Gonçalves Filho compartilhou que Haddad expressou sua intenção de buscar um equilíbrio entre a carga tributária das empresas brasileiras e das importadoras.

Ele enfatizou que, caso a isenção em compras abaixo de 50 dólares seja mantida, poderia resultar no fechamento de postos de trabalho e na redução salarial.

Portanto, a expectativa é que uma nova alíquota para essas compras seja definida até o final do ano. De acordo com o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Dario Durigan, a alíquota proposta pode ser de 20%.

Dessa forma, o objetivo dessa alíquota nas compras abaixo de 50 dólares é equilibrar as compras internacionais e nacionais. Assim, reduzindo ou até eliminando possíveis prejuízos para os comerciantes brasileiros.

Você pode se interessar em ler também:

Amazon adere ao programa Remessa Conforme para isenção em compras abaixo de 50 dólares

Até que a alíquota definitiva seja estabelecida, o programa continuará a proporcionar a isenção de impostos em compras abaixo de 50 dólares. Os consumidores brasileiros podem, por enquanto, continuar aproveitando essa vantagem nas compras internacionais.

Na segunda-feira (06), o governo anunciou a inclusão da Amazon no Programa Remessa Conforme da Receita Federal.

Dessa forma, a Amazon se junta a outras empresas já certificadas, como Shein, AliExpress, Sinerlog e Shopee.

Uma característica destacada do programa é a isenção de imposto de importação para compras abaixo de 50 dólares. O que na cotação atual representa cerca de R$ 243.

Contudo, compras acima desse valor continuam sujeitas ao imposto federal de 60%. Além disso, vale ressaltar que todas as remessas, independentemente do valor, agora estão sujeitas a uma alíquota uniforme de 17%.

Essa taxa se refere ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), um imposto estadual.

Essa mudança foi implementada este ano após uma colaboração entre o Ministério da Fazenda e representantes de cada estado. Buscando assim, uma abordagem mais uniforme e justa em relação aos impostos sobre remessas internacionais.

Por fim, vale ressaltar que as empresas que optaram por não aderir ao Programa Remessa Conforme estão sujeitas à aplicação da alíquota de imposto. Isso significa que, para essas empresas, não há a vantagem da isenção fiscal em compras abaixo de 50 dólares.

Quais os benefícios oferecidos pelo programa?

O Programa Remessa Conforme oferece uma série de vantagens tanto para os consumidores quanto para as empresas que optam por participar do programa.

Além da isenção de imposto de importação para compras abaixo de 50 dólares, o programa abrange diversas outras vantagens. Abaixo, apresentamos alguns dos principais benefícios e deveres:

  • Isenção do imposto federal para remessas postais feitas por pessoas físicas que sejam de no máximo US$ 50;
  • Alíquota zero para envios de pessoas jurídicas para pessoas físicas, no valor de até US$ 50;
  • Declaração de pagamento dos tributos e de importação antes de a mercadoria chegar;
  • Obrigatoriedade de informar ao consumidor a procedência dos produtos e o valor total das mercadorias;
  • Tributação simples para encomendas que não ultrapassem US$ 3 mil;
  • Gestão dos riscos e liberação rápida das encomendas;
  • Entrega direta ao consumidor, acelerando o processo de entrega e garantindo uma experiência de compra mais rápida e eficaz.

No geral, o Programa Remessa Conforme busca simplificar o processo de importação e garantir uma experiência mais vantajosa para todos os envolvidos. Assim, contribuindo para o comércio internacional de forma mais eficiente e transparente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.