Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Bolsonaro fala em ‘meio-termo’ para prorrogação do auxílio emergencial

Presidente afirma que prorrogação deve encontrar "meio-termo" entre R$ 600 e R$ 200

Na noite desta quarta-feira, 20 de agosto, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou mais uma vez sobre uma possível prorrogação do auxílio emergencial. Atualmente, o benefício paga cinco parcelas de R$ 600 para quem cumpre aos requisitos. Nos bastidores, não há consenso sobre o valor que uma possível prorrogação deve pagar.

De acordo com o presidente, ele procura um “meio-termo” sobre o tema. Enquanto há políticos que defendem que a prorrogação continue pagando R$ 600, sua equipe econômica defende R$ 200. A quinta – e até então última – parcela do auxílio termina de ser paga esta semana para o primeiro lote.

Segundo Bolsonaro, manter a R$ 600 pesa muito para a União. “Não é dinheiro do povo porque não está guardado, é endividamento. E se o país se endivida demais, acaba perdendo sua credibilidade para o futuro. Então, R$ 600 é muito”, disse.

O presidente alegou que “Paulo Guedes [ministro da Economia] ou alguém” citou o valor de R$ 200. De acordo com Bolsonaro, R$ 200 “é pouco”. “Mas dá para chegar no meio-termo e nós buscamos que ele venha a ser prorrogado por mais alguns meses, talvez até o fim do ano”, explicou.

De acordo com Bolsonaro, a possível prorrogação do auxílio foi conversada com Rodrigo Maia, presidente da Câmara, no café da manhã desta quarta-feira, no Palácio da Alvorada. Entretanto, Bolsonaro não revelou se Maia manifestou apoio à ideia. Já de acordo com Paulo Guedes, a prorrogação está sendo “estudada”.

Segundo o portal G1, parlamentares defendem a prorrogação com pagamento da sexta parcela de R$ 600 e o restante de R$ 300.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

11 Comentários
  1. Luciano Moura Pereira Diz

    Moro em Goiânia sou coletador de reciclagem, o auxílio oferecido pelo governo federal tem sido de grande valia. Primeira vez em toda minha vida que recebo benefício do governo, mas não desejo viver dela. Assim como eu muitos desejam a melhora da economia de nosso país para que coisas voltem ao seu devido lugar.

  2. Marisa Diz

    Tirar do salário deles eles nem pensam ,mais dar 200pra ajudar as pessoas eles querem ,manda eles pegar esses 200 em fiar no cu deles . Gente se no mercado vc não compra nada com 200 a conta de água de luz subiram esses políticos só querem enganar as pessoas como dizer passar mel na boca

  3. Fábio Diz

    Isso é chamar de trouxa uma população já softida, porque não se estuda como sempre defendo a ideia de abaixar o salário dos governantes em geral, pois a grande renda destes governantes oneram de forma drástica a economia brasileira. 200 reais, ou até mesmo os 600 são muito pouco para famílias com crianças, aluguel e despesas em geral. Aqui na minha cidade mesmo não se acha aluguel menor que 800 reais. Isso é gozar na cara do povo. Questiono novamente! Porque o presidente e governantes em geral não podem ganhar salários “normais” por exemplo uns 5 mil por mês? Mas não, em plena pandemia votaram aumento de seus salários. Que vergonha um país que só a minoria vive de forma distensa, e a grande massa vive SOBREVIVENDO com salários que não fecham o mês. Isso é ABSURDAMENTE inaceitável, até quando essa realidade vai se sobressair!

  4. Marco ferreira Diz

    Bom dia a todos .o nosso presidente falou que 600 e muito que o dinheiro não do povo deles também não e como um pai de família sustenta a sua família com 200 reais .e enquanto eles tem salários altíssimos .se não e culpa do vírus e de quem nossa também não e .porque quem roubou a pais a anos não foi o povo e sim os políticos que lá estão .não estou dizendo que e culpa do governo atual mesmo porque votei no Bolsonaro .mas o nosso ministro da economia e o maior culpado da economia estar assim porque ele quer aumentar salários de servidores mesmo na crise que estamos .bom por fim quem tem culpa dos governos e o próprio povo que cólicas eles no poder então se o povo soubesse a força que tem não estaríamos nessa situação .obrigado e um bom dia a todos

  5. Mozart M Chagas Diz

    Ee facil. Corte 50% dos gastos com as maquinas municipais, estaduais e federais. Corte 50% dos roubos nos cofres publicos. Corte 50% dos salarios dos politicos e seus agregados. E tem milhares de receitas.
    R $200,00 OU R $ 300,00 ee melhor dar de gorgeta. Isso aqui nao tem jeito.

  6. Leila Diz

    Enquanto não volta ao normal a população precisa muito dessa ajuda ,tiro por mim mesma sou mãe de menino de 6anos, não estou trabalhando, e me ajudou muito esse auxílio encontra trabalho no tempo desse está difícil, mas temos q acredita q isso vai passar logo .

  7. Anon Diz

    Parabéns por se apropriar de um auxilio que foi conquista do congresso e vender como se fosse idéia sua.

  8. Regibastos Diz

    Quero um Brasil próspero

  9. João Brasil Gomes Fonseca Diz

    Depois de carregar anão no colo, sem desconfiar que não era criança, o mito pibinho, lança a ajuda emergencial tampão “meio-termo”.
    Assim consegue enganar os trouxas, idiotas e imbecis, cobaias dos experimentos paulinos-guedianos.

  10. Fabio Diz

    Tem gente que nem deveria receber e está recebendo. Vão quebrar o país de vez e vão jogar a culpa no vírus.

  11. Querolai Diz

    Eles deviam ir no mercado cm 200 reais e ver se o q sacpra comprar da pra um mês inteiro ainda mais cm crianças em cs

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?