Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Música para ensinar conteúdos: Funciona? Veja o que dizem as pesquisas

Da creche ao ensino médio é possível acrescentar uma programação com músicas que possam motivar crianças e adolescentes a aprenderem melhor

Há muitas maneiras inteligentes de usufruir do poder da música para ensinar matérias diversas. Professores podem aproveitar ritmos, melodias e letras de canções para trabalhar as mais diversas disciplinas em sala de aula.

Integrar estrategicamente a música nos conteúdos – também nas aulas online diante da pandemia atual – é uma forma criativa de envolver os alunos e enriquecer o aprendizado.

Da creche ao ensino médio é possível acrescentar uma programação com músicas que possam motivar crianças e adolescentes a aprenderem melhor.

Décadas de pesquisa estabeleceram que, quando os alunos acessam mais de um sistema sensorial ao se envolver com novos conhecimentos, processo chamado de “aprendizado multimodal” – eles aprendem os materiais de forma mais detalhada.

Ou seja, vincular música a uma tarefa principalmente visual, em outras palavras, aprimora o aprendizado adicionando um rico canal auditivo.

Músicas instigantes e próximas da realidade dos alunos

É um acerto os educadores escolherem canções que façam parte da cultura dos estudantes, não necessariamente conhecidas por todos e nem da época atual.

Mas é bacana que as músicas apresentem uma rica história, um contexto interessante e que instigue a curiosidade dos jovens. Há diversas letras que tratam de temas que são próximos à infância e à realidade que os alunos conhecem.

Segundo especialistas dá para aplicar música para ensinar de ciências à matemática, de educação física à história.

Eficácia da música para ensinar conteúdos

A música prepara o cérebro para uma gama muito mais ampla de tarefas cognitivas importantes.

Em 2016, pesquisadores da Universidade de Washington, por exemplo, concluíram que bebês que ouviam atentamente melodias se tornaram mais sensíveis aos ritmos da linguagem falada, bem como melhoraram suas habilidades de foco.

E, de acordo com um estudo de 2019 da Universidade Johns Hopkins, quando os professores usaram uma abordagem integrada à música para ensinar conteúdo científico obtiveram resultados impressionantes. Foi tão eficaz – e em alguns casos melhor – que os métodos de ensino convencionais para ajudar os alunos a manter o conteúdo.

Além de favorecer as aulas, a música também é capaz de proporcionar benefícios à própria escola de modo geral. Pode ser usada, por exemplo, para criar rodas de conversa, projetos novos, acalmar alunos e profissionais, etc.

Não é demais? 

Leia também outro artigo que pode ser interessante para você:

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

5 atividades lúdicas para crianças em tempos de quarentena

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?