Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Dicas de português: O uso do acento Circunflexo

A acentuação das palavras é um dos pontos sempre avaliados em provas escritas, sejam elas de Concursos Públicos, vestibulares ou mesmo a prova de redação do Enem. Por esse motivo, explicamos alguns contextos de uso do acento circunflexo.

As dúvidas só aumentaram com as mudanças impostas pelo Novo Acordo Ortográfico assinado pelos países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, mas essas podem ser resolvidas sem muita dor de cabeça.

O acento circunflexo [^] também conhecido como chapeuzinho é o sinal gráfico utilizado nas vogais a, e ecom o objetivo de indicar a sílaba tônica, na qual a vogal deve ser pronunciada de forma fechada. Como, por exemplo, nas palavras: português, ambulância, paciência, e ônibus.

Veja alguns usos

Além de indicar a sílaba tônica e a pronúncia correta das palavras, o uso do acento circunflexo também pode ter finalidade distintiva. Desse modo, em palavras que possuem a mesma pronúncia, o acento as diferencia na escrita.

Temos como exemplo disso as formas flexionadas do verbo ter: tem e têm. Muitos estudantes comentem o erro de esquecer o acento circunflexo indicando o plural.

A pronúncia da forma flexionada do verbo ter na terceira pessoa do singular do presente do indicativo é a mesma que a da terceira pessoa do plural, contudo, na escrita, a distinção deve ser feita através da acentuação, indicando a concordância verbal. Assim, temos os seguintes exemplos:

A menina tem lindos cachos castanhos em sua cabeça. (3ª p. do singular)

Os brasileiros têm o problema de levar tudo na brincadeira. (3ª p. do plural)

Desse modo, lembramos que o acento circunflexo que indica esse tipo de distinção foi mantido no Novo Acordo Ortográfico. Contudo o sinal não deve mais ser empregado nos verbos conjugados na 3ª pessoa do plural terminados em -eem. Como, por exemplo, nas formas verbais: veem, creem e leem.

O uso do acento circunflexo nos “porques” também é um dos erros comuns na escrita, mas para evitar esse erro, basta lembrar que o acento só é utilizado em dois dos quatro contextos de uso:

  • Quando indica uma pergunta e é empregado no final da frase (separado e com acento): Paulinho não compareceu à aula de hoje por quê?
  • Quando é substantivado, ou seja, é precedido de artigo, pronome, adjetivo ou numeral (junto e com acento): Gostaria de saber o porquê desse pedido de demissão espontâneo.

Gostou deste texto? Não esqueça de deixar seu comentário.

Acompanhe mais dicas de português aqui.

Veja também Dicas de Português: “de repente” ou “derrepente”?

 

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?