Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Como montar uma biblioteca na sala de aula

Veja também as razões para incluir os livros no ambiente de convívio diário

Basicamente falando, uma biblioteca na sala de aula é um lugar aconchegante onde os alunos vão ler em silêncio em determinado momento do dia. Mas saiba que esse espaço representa muito mais.

Quando projetada de forma eficaz, apoia a leitura dentro e fora da escola, dá autonomia para os alunos selecionarem seus materiais de leitura e fornece uma sala de aula mais atrativa e estimulante.

Ou seja, uma biblioteca não necessariamente precisa estar em um local isolado da sala de aula. Claro que também é importante que a escola ofereça um ambiente organizado com livros para todas as séries, mas cada sala pode ter seu espaço próprio independente disso.

De acordo com especialistas, deve-se incluir livros de ficção e não ficção com diferentes níveis de leitura. Isto é, que atinja os alunos democraticamente.

Além disso, recomenda-se levar títulos sobre diferentes interesses e habilidades dos estudantes. Compor com jornais, quadrinhos e revistas atualizadas também enrique-se o cantinho da leitura. Afinal, os professores podem se apoiar nele para ensinar matérias diversas e propor atividades no dia a dia.

Entre tantas vantagens, fornecer aos estudantes a oportunidade de lerem independentemente ocupa o topo da lista, sem dúvidas. Em uma época que não se lê tanto no Brasil, torna-se uma estratégia que vale a pena ser implementada.

Como fazer uma biblioteca para a sala de aula

  1. Primeiramente, deve-se conseguir livros, muitos livros – além dos demais materiais citados anteriormente. Caso a escola não tenha incentivos do governo, uma dica bacana é criar campanhas com a comunidade para angariar esses exemplares.
  2. Já tem os livros? Então escolha um canto aberto na sala de aula, no qual caibam estantes ou nichos. Escolha peças fáceis de limpar.
  3. Combine os livros em categorias e codifique por cores os diferentes níveis de leitura. As categorias podem incluir assuntos como animais, ficção, não ficção, mistério, contos populares, etc.
  4. Crie um sistema de retirada e devolução para quando os alunos quiserem levar um livro para casa. Os alunos devem assinar um livro anotando o título, o autor e a caixa de onde pegaram o livro. Então, eles devem devolvê-lo no final da semana seguinte.
  5. Quando os alunos devolvem os livros, você deve mostrar a eles como colocar o livro de volta onde o encontraram. Você até atribui a um aluno o trabalho de mestre do livro. Essa pessoa irá recolher os livros devolvidos da lixeira todas as sextas-feiras e colocá-los de volta na lixeira correta.
  6. Certifique-se de ter consequências estritas se os livros forem perdidos ou maltratados. Por exemplo, se alguém se esqueceu de devolver o livro na data de vencimento, não poderá escolher outro livro na semana seguinte para levar para casa.

E então, gostou das dicas? Esperamos que sim. Incentivar a leitura na escola pode render excelentes frutos para os anos seguintes na formação dos estudantes.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?