Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Dicas para melhorar sua memória e ir bem nos estudos  

Melhorar a memória é fundamental para quem quer estudar com efetividade, afinal, ninguém quer passar pelo famoso “branco” na hora da prova, não é mesmo?

Portanto, utilizar algumas técnicas podem garantir uma memória apurada e reforçar o poder de assimilação.

Tais estratégias podem ser de grande valia para quem está se preparando para o Enem, vestibulares e concursos públicos.

Técnicas para melhorar sua memória

Exercícios antes das avaliações

Está comprovado que os exercícios podem ajudar sua memória e capacidade cerebral. 

Uma pesquisa conduzida por Chuck Hillman, da Universidade de Illinois, possui evidências de que cerca de 20 minutos de exercícios antes de uma prova podem melhorar o desempenho.

Ler em voz alta

Embora isso possa parecer um pouco estranho, experimente! Você ficará surpreso com o que pode se lembrar quando ler em voz alta. 

Trata-se de uma boa dica, já que não precisa falar alto na frente de todo mundo em locais públicos. 

Ensine o que você aprendeu

A melhor forma de provar que você realmente entendeu algo é ensinando para outra pessoa. 

Se você não conseguir nenhuma “cobaia” para sua aula, escolha qualquer objeto ou o próprio espelho, não tenha vergonha. 

Faça mapas mentais

Fazer conexões não é apenas uma forma simples de lembrar das informações, mas também um impulso para criatividade e inteligência. 

Mapas mentais são uma maneira fácil de unir ideias, desenvolvendo uma visão geral visual de diversas conexões. 

Desenhe diagramas

O desenho de diagramas contribuirá na visualização das informações que seriam difíceis de descrever. 

Isso acaba criando uma memória visual em sua mente que pode ser recuperada em uma prova. 

A pessoa pode até ser solicitada a desenhar ou classificar diagramas como o coração humano em seu exame, por isso comece a praticar!

Faça pausas durante o tempo de estudo

Quando o cérebro está funcionando em alta intensidade, você precisa promover alguns intervalos regulares para ajudá-lo a assimilar mais informações, mas também manter a motivação e foco quando estiver trabalhando. 

Desse modo, faça uma pausa rápida após 50 minutos de estudo, pois o seu foco e concentração podem acabar prejudicados após esse período. 

Segundo especialistas, qualquer conteúdo novo após 1 hora e 30 minutos acaba não sendo totalmente assimilado. 

E então, gostou da matéria? Compartilhe com quem precisa saber disso!

Não deixe de ler também – Como praticar a leitura ativa? Veja algumas dicas

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.