Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Dicas para começar seu negócio online

A Semana da Transformação Digital, promovida pelo Sebrae, se encerra hoje, sexta-feira (30). O ciclo de palestras contou com fundadores, presidentes, CEOs e profissionais do marketing tratando de temas relevantes ao empreendedorismo na era digital.

Em um contexto geral, o e-commerce teve uma aceleração histórica durante o ano passado, puxado pela pandemia. Isso não criou nada novo, mas antecipou o que já ia acontecer. Logo, metade das vendas de varejo serão feitas pela internet.

Hoje pela manhã aconteceu a palestra com o tema: “Os desafios do varejo para a nova era.” Os convidados foram Renata Estevo, especialista em e-commerce, e Alejandro Vazquez, diretor de comunicação, ambos da Nuvemshop. Eles focaram nos benefícios em ter um e-commerce com um site próprio, e em como deixa-lo competitivo ante os grandes varejistas, conseguindo ter um contato mais caloroso com seus prospectos e clientes. Guiaram a palestra segundo algumas das perguntas que a maioria dos seus clientes fazem.

Como vender de maneira profissional pela internet?

Temos diferente caminhos pra iniciar nas vendas pela internet, pode ser através de plataformas marketplaces ou sua própria loja, para vender diretamente ao seu cliente.

Alguns começam a vender pelas redes sociais e não acham necessário migrar para outra plataforma exclusiva de vendas. Mas, com o passar do tempo, se as vendas aumentarem,  os empreendedores passam a precisar de uma ferramenta mais automática, que vá facilitar seu dia a dia. Este é o momento de procurar uma plataforma de e-commerce, que possua integrações com os meios de envio, calculo de frete de forma automática, a gestão do catálogo e dos estoques.

Não há nada de errado em começar a vender pelas redes sociais, até é recomendável para quem está iniciando do zero. Elas facilitam o contato e as interações com o cliente nas primeiras vendas. Mas quando passam a acontecer muitos pedidos por dia, e passamos a nos preocupar com outros aspectos envolvendo o processo, o ideal é escolher um serviço que te auxilie na montagem de um site, que otimize seu tempo e passe uma ótima impressão ao cliente.

Preciso ter CNPJ para começar?

Não precisa ter CNPJ para começar, mas nesta fase dos primeiros passos, é aconselhável fazer o MEI (Micro Empresário Individual),  pois tem pouca burocracia e baixo custo.

Tome cuidado para fazer seu cadastro no site oficial do governo, pois existem vários canais que cobram uma taxa para a abertura do MEI, sendo que este serviço é gratuito.

Preciso oferecer vários produtos?

Primeiro, foque em como o seu produto ou serviço irá resolver um problema específico do cliente.

Tome por exemplo a Amazon. Ela vende praticamente tudo. Mas começou à 20 anos atrás vendendo somente livros físicos.

Falando em redes sociais, como o Facebook e Instagram, o feed é muito bom para anunciar produtos de moda, beleza, saúde, entre outros. Mas para produtos mais específicos, que a pessoa procura diretamente no Google, as redes sociais não geram o melhor resultado.

Então, no e-commerce, você pode começar com um ou poucos produtos, tendo o cuidado de postar boas imagens e descrições, pesquisando sobre um custo de envio o mais barato e rápido possível, e ir ampliando o leque, a medida que conhece seu público alvo e suas dores.

E como conhecer seu público alvo? Garantindo um bom meio de contato com o cliente. Cada conversa é uma oportunidade de fechar  vendas, e se não fechar, a informação que esta pessoa traz, através das dúvidas, dá indícios do que precisa ser melhorado na loja.

Criada a loja online, qual é o próximo passo?

O marketing! Focando na solução do problema de algum grupo de pessoas, você vai cadastrar os produtos e cuidar da parte visual, garantindo que a loja é atrativa, alinhada com a marca do seu negócio.

Pense em uma loja física, se ela esta em um lugar sem muito movimento, você precisará criar ações de marketing atrativas para levar as pessoas ate lá. No mundo online é a mesma coisa, mas com um potencial muito maior, pois não há limites geográficos.

O marketing deve ser adaptado ao estágio em que seu negócio se encontra. Para novos negócios, calcule que para cada venda realizada no e-commerce, o site recebe entre cem e duzentas visitas. Parece pouco, mas pense que é melhor receber cem visitas de potenciais compradores do que mil visitas sem importância.

Na hora de pensar em uma campanha (ou promoção), tem 3 elementos que são essenciais: ter produto ou serviço atrativo, oferecer algum benefício especial (frete grátis, cupom de desconto), e colocar a promoção por tempo limitado.

Então, se programe para sempre ter campanhas, diárias, semanais, mensais, e comunica-las em seus anúncios e na primeira pagina da loja virtual. Isso aumenta as chances da pessoa finalizar a compra. Mantenha uma rotina de postagens.

Considere usar o WhatsApp. Hoje em dia, ele é pouco usado de maneira profissional para vendas, mas é uma grande ferramenta de conversão. Tenha grupos selecionados para passar novidades e promoções.

Se o seu negócio online já existente à algum tempo, pergunte-se: estou fazendo o básico? Veja se esta criando conteúdos para sua marca. Para dar um salto à mais, verifique se é viável fazer parceria com influenciadores, dos quais o público teria interesse em seu produto.

O e-mail geralmente é usado pelas grandes empresas, mas é uma forma de comunicação genuína com o cliente. Funciona muito bem pegando pessoas que já demonstraram ter interesse em seu produto ou já compraram. Foque em “carrinhos abandonados” de quem começou a comprar e parou no caminho. Contatar estas pessoas tem um resultado muito bom.

Tenha em mente estes três pilares do bom atendimento:

  • Suporte: rápido e de qualidade;
  • Compra: garantir que o cliente tenha uma boa experiência no momento de colocar os dados e realizar o pagamento;
  • Entrega: enviar algum elemento que o surpreenda.

Como manter a constância e a motivação?

  • Tenha bem claro seu propósito. Pense: por que você vende o que você vende? Como gosta de impactar a vida das pessoas?
  • Acompanhe o trabalho de pessoas que te inspiram;
  • Quando se sentir sobrecarregado, faça listas de coisas urgentes, e de coisas não urgentes;
  • Autocuidado é importante, saiba a hora de descansar.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.