Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Dicas de como redigir um bom currículo

O currículo é um documento fundamental na busca por um emprego, pois traz informações sobre a vida profissional do candidato. Nesse sentido, o currículo deve refletir a postura do profissional, bem como retratar de forma objetiva a sua trajetória.

Por isso, redigir um bom currículo é uma maneira de se colocar à frente e de se destacar em um processo seletivo. Confira as nossas dicas!

Cuidado com a escrita

Um dos principais cuidados ao redigir um bom currículo é com a escrita. Trata-se de um documento que é usado em uma situação de formalidade, então, é preciso usar a modalidade escrita formal do português. Cometer erros de concordância ou de ortografia, por mais irrelevante que pareça, pode ser definitivo para a contratação, pois pode dar a ideia de que o profissional não está preparado para atuar na empresa. Então, além de redigir seu currículo com cuidado, faça uma revisão atenciosa ao concluir.

Dê foco aos elementos principais

Além de ter cuidado com a escrita, dê atenção aos principais elementos de um currículo. Muitos colocam informações desnecessárias como número do CEP e até CPF. No entanto, o ideal é suprimir tais informações em benefício de dados indispensáveis como, por exemplo, a sua formação profissional. Detalhar não só a formação principal como também a formação complementar é ótimo para o currículo. Então, inclua os cursos de língua estrangeira, de especialização e todos os outros que forem relevantes para a vaga que você busca.

Pense em um bom objetivo

Outro ponto muito relevante ao redigir um currículo é o objetivo profissional. Evite inserir no seu currículo aqueles textos prontos que encontramos na internet com facilidade e que acabam sendo muito genéricos. Se possível, redija o objetivo pensando na sua motivação ao concorrer àquela vaga de modo específico.

Valorize a sua experiência 

Por fim, tenha muita atenção ao redigir a sua experiência profissional. Essa questão costuma trazer problemas para os que estão começando a carreira. Contudo, muitas atividades, mesmo as não remuneradas, podem ser inseridas como experiência, como estágios e trabalho voluntário, por exemplo. Aqui é preciso analisar com cuidado a sua trajetória e buscar atividades que possam enriquecer seu currículo. Além disso, insira a data de cada experiência e de modo algum dê informações falsas.

E aí? Gostou das dicas? Então deixe o seu comentário!

Clique aqui para ver cursos on-line gratuitos.
Leia ainda O que fazer se “der um branco” na prova? Confira 3 dicas! 
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.