Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Diário: um resumo sobre esse gênero textual

Um resumo para os vestibulares e os concursos

Diário: tudo o que você precisa saber

O diário é um tipo especifico de gênero textual. Diversas provas, com um destaque para os vestibulares (Unicamp) e os concursos, abordam gêneros em suas questões.

Ainda, alguns vestibulares abordam os gêneros textuais também na prova de redação.

Dessa maneira, é fundamental que você domine as principais características desse gênero textual. Confira!

Diário: introdução

O termo “diário” é utilizado em referência à um gênero textual pessoal, cujo objetivo é trazer o relato de uma experiência, de sentimentos ou de ideias de uma pessoa (o autor).

Porém, não se engane: não existem somente diários pessoais. Algumas pessoas optam por elaborar diários de viagem, por exemplo, ou, ainda, diários de ficção, em que histórias que não verdadeiras são retratadas.

Ainda, devemos destacar também a existência dos diários virtuais, os blogs, que são muito difundidos nos dias de hoje.

Para decidir qual tipo de diário realizar, preste atenção nas indicações dadas pela sua prova no momento da realização do exame.

Diário: principais características

O diário, enquanto gênero textual, possui algumas características específicas e essenciais. Vamos conferir, a seguir, quais são elas:

  • Possibilidade de uso de uma linguagem um pouco menos formal
  • Uso de primeira pessoa
  • Possibilidade de uso de subjetividade
  • Uso de vocativos
  • Presença da assinatura do autor do diário
  • Texto com tom confessional
  • Possibilidade de registro de acontecimentos pessoais
  • Textos curtos

Diário: estrutura

Os diários não possuem uma estrutura fixa que deve ser, necessariamente, seguida. Porém, existem alguns padrões de escrita que podem ser utilizados de base para a elaboração de um texto desse gênero textual.

Normalmente, os diários seguem a seguinte estrutura:

  • Indicação de data e local: o autor deve inserir a data e o local no qual o diário é escrito (muito semelhante ao que se faz em uma carta)
  • Vocativo: geralmente é usado o termo “querido diário” antes de iniciar o diário, mas isso não é obrigatório
  • Texto: o conteúdo do diário, em que as ideias do autor serão desenvolvidas. Os diários não costumam possuir conteúdos muito longos.
  • Assinatura: o autor deve inserir a própria assinatura, finalizado o texto, em uma espécie de despedida.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.