Desvendando as Estratégias dos Golpistas: Fique por Dentro das 4 Principais Táticas com Cartões de Crédito Roubados

Desvendando as Estratégias dos Golpistas: Fique por Dentro das 4 Principais Táticas com Cartões de Crédito Roubados

Conhecer é importante para não cair em golpes

Certamente é um choque quando se navega na Internet ou recebe uma mensagem e se depara com a surpresa de ter os cartões de crédito roubados. Ou seja, quando indivíduos fraudulentos conseguiram obter ilegalmente seus dados e clonaram seu cartão para efetuar compras não autorizadas. E agora, qual é o próximo passo a tomar?

Diferentes métodos utilizados pelos golpistas com cartões de crédito roubado

Imagine acordar em um dia qualquer e se deparar com compras sendo feitas em seu nome, sem o seu consentimento? Isso ocorre quando pessoas mal-intencionadas obtêm acesso a um cartão de crédito roubado e realizam uma série de transações financeiras pesadas sem o conhecimento do titular dos dados. Dessa forma, milhares de reais desaparecem em um piscar de olhos.

Felizmente, nos dias de hoje, os cartões de crédito oferecem proteções contra fraudes que não são fornecidas pelos cartões de débito. Contanto que você denuncie cuidadosamente as ocorrências, estará amparado em relação a essas cobranças fraudulentas.

No entanto, isso levanta uma questão: como os criminosos conseguem cometer esses delitos e como eles podem ter usado um cartão de crédito roubado? Acredite ou não, essas práticas fraudulentas são bastante comuns e ocorrem com mais frequência do que se imagina.

A seguir, apresentamos alguns métodos mais utilizados pelos golpistas para realizar essas transações. Esteja atento para não ser vítima desse golpe também.

Uma sequência de compras

Os criminosos conseguem obter as informações dos cartões de crédito de várias maneiras: inserindo vírus em sites, adquirindo dados, entre outros métodos. Dessa forma, eles obtêm cópias dos detalhes necessários e partem para uma verdadeira “maratona de compras”.

No entanto, o tempo é essencial para esses golpistas, pois eles sabem que, assim que você perceber o ocorrido, entrará em contato com a administradora para cancelar o cartão. Além disso, os cartões de crédito atuais possuem mecanismos automáticos de desativação, sabia?

Caso os algoritmos do banco identifiquem atividades suspeitas, como a realização de compras de vários itens de alto valor de uma só vez ou compras feitas em locais diferentes do seu estado, o cartão será bloqueado. Portanto, por sua própria segurança, nunca realize transações fora do comum sem antes comunicar à instituição financeira.

Além disso, com o cartão de crédito roubado em mãos, os criminosos acessam sites que oferecem uma variedade de produtos. Eles escolhem itens que podem ser facilmente revendidos com bom lucro, como eletrônicos, roupas e joias.

Esses indivíduos fraudulentos são velozes como um relâmpago, já que conseguem acumular milhares de reais em transações em menos de meia hora. Quando o cartão é cancelado, eles já fizeram um bom trabalho. Infelizmente, as lojas e as empresas de cartão raramente conseguem pegá-los.

Retiradas em caixas eletrônicos

A maioria das pessoas assume que um cartão de crédito roubado não será usado para retirar dinheiro em caixas eletrônicos, pois isso requer uma senha. No entanto, dependendo de como o ladrão obteve seu cartão, ele consegue fazer isso facilmente.

Se o criminoso tiver roubado sua carteira ou bolsa inteira, muitas vezes ele pode encontrar pistas sobre o conteúdo. Afinal, dentro da carteira há um documento de identidade que inclui sua data de nascimento, além de senhas comuns usadas por muitas pessoas, seu endereço, etc.

A melhor defesa aqui é escolher senhas robustas. Se sua senha ainda estiver comprometida, denuncie o roubo do cartão o mais rápido possível. Felizmente, você não será responsabilizado pelo dinheiro retirado, desde que possa comprovar que foi resultado de um roubo.

Uso de cartões de crédito roubados como parte de vendas de informações em lote

Quando os detalhes do seu cartão são violados, nem sempre o objetivo do golpista é usar as informações para comprar mercadorias ou fazer retiradas de dinheiro. Ladrões mais sofisticados coletam um grande número de cartões e, em seguida, vendem esses detalhes a criminosos cibernéticos como parte de um “lote de trabalho”.

Curiosamente, esses cibercriminosos estabelecem preços diferentes para os cartões, dependendo da quantidade de informações fornecidas. O valor é menor se tiverem apenas o número do cartão e a data de validade.

Esses cartões são vendidos por poucos reais, pois a chance de obter uma grande quantia de dinheiro é mínima. Se adicionarem o código de segurança, o preço aumenta. Se tiverem a senha, o preço é ainda maior.

Os preços mais altos são para vendedores que podem fornecer dados adicionais, incluindo padrões de compra e detalhes de segurança. Obviamente, assim que os criminosos cibernéticos obtêm as informações, as utilizam rapidamente ou as revendem. O mercado negro de números de cartões é amplo.

Utilização de cartões-presente

Uma forma simples de lavagem de dinheiro é quando os criminosos usam o cartão de crédito roubado para comprar um grande número de cartões-presente de alto valor. É a maneira mais fácil de transformar um passivo em dinheiro vivo e frio.

O golpista acessa sites renomados e realiza a compra de diversos cartões-presente com diferentes valores. Essa é uma maneira eficaz de adquirir produtos e serviços de comerciantes sem levantar suspeitas, pois é algo tecnicamente “legítimo”.

Após a compra, o criminoso tem todo o tempo do mundo para utilizar os cartões, sem se preocupar com o cancelamento. Se desejar, pode até vendê-los.

Em resumo, engana-se quem pensa que cartões de crédito roubados estão imunes. Os golpistas não poupam ninguém, e qualquer um de nós está vulnerável a se tornar vítima de uma quadrilha como essa. Para evitar isso, sempre compre em sites oficiais e confiáveis, jamais compartilhe suas informações com desconhecidos e tome todas as precauções possíveis.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.