Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Deserto do Saara: Entenda por que ele é importante para a Amazônia

Superficialmente, o deserto do Saara e a floresta amazônica não parecem ter muito em comum. Um é seco e quase todo cheio de areia. O outro é exuberante, verde e um dos melhores exemplos de biodiversidade do planeta.

E ainda, de acordo com uma nova pesquisa, o Saara desempenha um papel importante na saúde da Amazônia, transportando milhões de toneladas de poeira rica em nutrientes através do Atlântico – aproximadamente 2 mil km, reabastecendo o solo da floresta tropical com fósforo e outros fertilizantes.

De acordo com pesquisadores em artigo publicado na revista Geophysical Research Letters, toneladas de fósforo são lançadas no Oceano Atlântico.

E isso é uma coisa boa, considerando que esse número reflete a quantidade estimada de fósforo que a Amazônia perde a cada ano devido a chuvas e inundações.

Descobertas da poeira do deserto na Amazônia

Esta descoberta sobre o papel do Saara na saúde do solo da Amazônia é apenas um ponto de dados em pesquisas que refletem sobre o quadro mais amplo. Os cientistas estão tentando entender melhor como a poeira afeta o clima local e global.

“Sabemos que a poeira é muito importante em muitos aspectos. É um componente essencial do sistema terrestre. A poeira afetará o clima e, ao mesmo tempo, as mudanças climáticas afetarão a poeira”, disse o autor principal do estudo, Hongbin Yu .

Estima-se que, por ano, cerca de 27,7 mil toneladas de fósforo chegam na Amazônia. A saber, o fósforo é essencial para o desenvolvimento das plantas, árvores e demais vegetações. – sim, ele é um nutriente.

Essa quantidade de fósforo, de acordo com o estudo, é suficiente para suprir as necessidades nutricionais que a floresta amazônica perde com as fortes chuvas e inundações na região.

Vídeo da NASA ilustra a ‘viagem’ da poeira

Entre 2007 e 2013, os cientistas usaram o satélite Cloud-Aerosol Lidar e o satélite Infrared Pathfinder Satellite Observation (CALIPSO) da NASA para estudar o movimento da poeira em sua jornada do Saara ao Oceano Atlântico e na América do Sul e logo após no Mar do Caribe. Acredita-se que este seja o maior transporte de poeira na Terra.

“Todo o ecossistema da Amazônia depende do pó do Saara para reabastecer suas reservas de nutrientes perdidos”, afirmou o coordenador do estudo, Hongbin Yu.

Em vídeo, a NASA nos mostra esse fenômeno, provando como a natureza é mesmo perfeita.

Veja só:

E então, não achou interessante a importância do Deserto do Saara para a Amazônia?

Não deixe de ler também – Geografia: 3 desertos incríveis da África

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.