Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

História do Brasil: Entenda o que foi o Coronelismo 

O Coronelismo foi uma prática social e política que existiu no Brasil durante a Primeira República. 

Ou seja, no início do período republicano brasileiro, surgiu um sistema conhecido como coronelismo. Ficou denominado dessa forma, pois os interesses políticos acabaram controlados e chefiados por coronéis. 

O Coronelismo poderá aparecer em provas de vestibulares de todo país, assim como no Enem. Por isso vale a pena ficar ligado no assunto, acompanhe!

Principais características do Coronelismo 

O Coronelismo apresentou características marcantes e por isso selecionamos as principais, veja:

Voto de Cabresto: Durante a República Velha o sistema eleitoral era facilmente manipulado. Desse modo, os coronéis compravam votos para quem eles apoiavam ou simplesmente trocavam votos por bens materiais. 

Naquela época o voto era aberto, e por isso os coronéis mandavam “jagunços” para os locais de votação para intimidar os eleitores e garantir os votos. 

A saber, as regiões que acabaram controladas pelo coronelismo ficaram conhecidas como currais eleitorais. 

Fraude eleitoral: Era comum os coronéis alterarem os votos da urna, assim como sumir com elas. Ademais, eles também utilizavam-se do voto fantasma. 

A prática consiste na falsificação de documentos para que as pessoas pudessem votar diversas vezes, ou utilizar nomes de pessoas falecidas nas votações. 

Política do Café-com-Leite: No início do século XX, São Paulo e Minas Gerais eram as potências econômicas do Brasil.  O estado de São Paulo lucrava sobretudo com a produção e exportação de café.

Já os mineiros tinham sua rica economia baseada na produção de leite e derivados. Dessa forma, os políticos destes estados firmaram acordos para ficarem por muito tempo no poder. 

Por conta disso, muitos presidentes nesse período foram paulistas ou mineiros. 

Políticas dos Governadores: Essa prática consistia em acordos políticos entre os governadores estaduais e o presidente da República.
Ou seja, havia uma troca de favores, para que eles pudessem governar de forma tranquila. Os governadores não faziam oposição ao presidente e por conta disso, recebiam liberação de verbas federais. 

Esses acordos foram criados pelo presidente Campos Salles (1898 – 1902) e corroboraram para o fortalecimento dos coronéis em suas regiões. 

Enfraquecimento da prática

O Coronelismo perdeu força com a Revolução de 1930 quando Getúlio Vargas chega ao poder. Nesse período o Coronelismo simplesmente sumiu ou não apresentava mais a força anterior. 

No entanto, vale destacar que algumas práticas do Coronelismo continuaram existindo em alguns locais, como a compra de votos. 

E então, gostou de conhecer mais sobre o assunto?

Não deixe de ler também – Geografia do Brasil: O que é a Indústria da Seca e possíveis soluções.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.