Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Contas inativas do FGTS após saque ainda podem ter saldo; Saiba como consultar

Atenção, trabalhadores. Grande parte dos beneficiários que sacaram o dinheiro das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em 2017 ainda tem resíduos em seus saldos, resultantes de rendimentos e correções posteriores.

De acordo com informações do governo, os valores são referentes à distribuição de 50% dos lucros do FGTS no ano de 2016 a quem tinha dinheiro depositado na conta vinculada em dezembro daquele ano. Acontece que desde então, o valor passou por outras correções.

A expectativa é que com isso, a partir do mês de setembro, os trabalhados possam sacar, ao menos, parte desse valor. Lembrando que será permitida a retirada de até R$500 por conta (ativa ou inativa). O trabalhador pode, ainda, optar pelo saque-aniversário, retirando percentuais do FGTS anualmente a partir de 2020. No entanto, caso opte por essa modalidade, o trabalhador não terá o saque em caso de demissão sem justa causa. Levará apenas a multa rescisória de 40% paga pelo empregador.

Por isso, vale a pena consultar o saldo do FGTS para saber, com exatidão, quanto será possível sacar conforme o calendário divulgado pela Caixa. Saiba como consultar seu saldo.

A metade dos lucros do FGTS começou a ser destinadas aos trabalhadores com dinheiro depositado no Fundo em 2016. O governo encontrou essa forma para aumentar a rentabilidade do dinheiro dos trabalhadores no fundo, que historicamente perdia para a inflação.

A distribuição dos lucros foi anunciada pela Medida Provisória (MP) 763, de 22 de dezembro de 2016, que permitiu o saque das contas inativas do FGTS pela primeira vez. A Caixa distribuiu, até agosto de 2017, nada menos que R$ 7,2 bilhões a 88 milhões de trabalhadores referente ao ano de 2016.

Valor médio de R$29,62

O cálculo do índice de distribuição do fundo foi feito com base em 50% do lucro líquido do ano anterior, de R$ 7,28 bilhões, dividido pelo saldo total das 245,7 milhões de contas, que totalizou R$ 375 bilhões.

Segundo o governo, o lucro depositado na conta até 31 de agosto de 2017 foi equivalente a 1,93% do saldo existente em 31 de dezembro de 2016. A Caixa informou que, em média, cada trabalhador recebeu R$ 29,62.

De acordo com informações do banco, apesar de ter sido distribuído, em média, R$ 29,62 por trabalhador no ano de saque de contas inativas, como o valor recebido é proporcional ao saldo, há trabalhadores que receberam até R$ 10 e outros que receberam mais de R$ 5 mil naquele ano.

Muitos trabalhadores já haviam retirado o saldo de contas inativas em 2017, o valor recebido como dividendos do fundo referente ao ano provavelmente foi menor do que o do ano anterior.

O trabalhador que efetuou o saque do FGTS nas condições de compra da casa própria ou demissão sem justa causa, após o período de saque das contas inativas em 2017, provavelmente não terá mais dinheiro nessas contas.

Sem comentários
  1. Jeane lage Diz

    E quem não querem sacar o FGTS tem que fazer o que

    1. Caroline Diz

      Ir na caixa econômica e informar que não quer fazer a retirada

  2. Vandreia peres Diz

    quem não tem conta na caixa econômica federal como faz pra sacar so no banco do Brasil

    1. Caroline Diz

      Com o cartão cidadão ou com a carteira de trabalho direto na caixa… Nas lotéricas até 100reais com a carteira de trabalho.rg e cpf

  3. Nubia cristna silva Dias Alves Diz

    Empregada doméstica tem direito ao saque do FGTS

  4. Jorge Antônio Ribeiro dos Santos Diz

    muito dificudade pra fazer esse apricativo por teria ser mais facil

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.