Conheça a moeda que vale CENTENAS DE REAIS devido a erro

Conheça a moeda que vale CENTENAS DE REAIS devido a erro peculiar

Moedas que possuem características incomuns costumam valer mais que os outros modelos devido à sua raridade

As moedas raras podem render um bom dinheiro aos brasileiros. Você sabia que é possível ganhar centenas de reais com alguns centavos? Mesmo que, no país, as moedas tenham um valor máximo de um real, existem pessoas dispostas a pagar centenas de reais por modelos específicos.

Neste texto, você vai conhecer uma moeda recente, fabricada há apenas cinco anos, que se valorizou de maneira surpreendente no Brasil. O item vem chamando a atenção dos colecionadores e a busca pelo modelo está mexendo com o imaginário de diversas pessoas.

Em resumo, o colecionismo de moedas atrai milhares de brasileiros. A comercialização destas peças se tornou bastante popular no país, principalmente por causa dos altos valores que alguns modelos conseguem alcançar.

Veja o que valoriza as peças no país

Muitas moedas fazem sucesso entre os colecionadores e passam a ter valores muito altos. Isso acontece devido a características únicas destes modelos, encontradas em poucos exemplares.

A propósito, as principais características que valorizam um item são antiguidade, tiragem baixa, fabricação de exemplares para datas comemorativas, modelos com erro de cunho ou fabricação e poucas unidades em circulação no país.

Como os colecionadores buscam itens raros e únicos, estes fatores chamam a atenção e os fazem pagar caro para terem os itens. Portanto, as peças que possuem mais de uma peculiaridade tendem a valer muito dinheiro devido à sua raridade.

Conheça a moeda rara que vale R$ 350

A saber, a Casa da Moeda costuma produzir centenas de milhões de moedas de 50 centavos todos os anos devido ao seu baixo valor monetário. Como a fabricação das peças é automatizada, os itens geralmente são idênticos.

Contudo, alguns modelos apresentam falhas, e isso os torna únicos. Esse é o caso da moeda de 50 centavos apresentada neste texto, que chega a valer R$ 350 devido a um erro de fabricação. A propósito, o exemplar foi produzido em 2019, há apenas cinco anos.

Em síntese, a peça possui o reverso horizontal 90º, ou seja, o lado da moeda que tem a legenda “50 centavos” e o ano de fabricação está um pouco rotacionado. Isso pode ser considerado uma bobagem para muitas pessoas, mas a peculiaridade se trata de um erro de fabricação, e os numismatas gostam de adquirir estes itens raros.

Para conferir se alguma moeda que você possui tem esse erro, basta girá-la na vertical, de cima para baixo ou de baixo para cima. Se, ao girá-la, o reverso ficar rotacionado, para o lado direito ou o esquerdo, significa que ele está na horizontal, algo que não deveria acontecer.

De acordo com o Catálogo Ilustrado Moedas com Erros, a moeda de 50 centavos de 2019 com o reverso horizontal 90º pode valer até R$ 350. É muito dinheiro por uma única moeda de 50 centavos.

Inclusive, a peça possui uma letra A do lado do ano de fabricação, algo que não acontece com as demais peças. Essa característica também ajuda a elevar o valor do item. Veja abaixo por que isso acontece.

Moeda de 50 centavos com reverso horizontal 90º.
Moeda de 50 centavos com reverso horizontal 90º. Imagem: Catálogo Moedas com Erros.

Veja por que a peça tem a letra A

A moeda de 50 centavos de 2019 com a letra A é considerada rara devido à falha de cunhagem. Contudo, mesmo que ela não possuísse essa características, ela ainda seria rara devido à inscrição da letra A em seu reverso, próximo à bandeira na parte inferior da peça.

A saber, a moeda foi cunhada na Holanda, e não na Casa da Moeda no Brasil. Houve 47,2 milhões de unidades fabricadas naquele ano no país europeu, e isso aconteceu porque o Brasil contratou a Royal Dutch Mint, a casa da moeda da Holanda, para fabricar tanto moedas de 50 centavos quanto de 5 centavos.

Na verdade, o governo queria contratar a fabricação de modelos de todos os valores, mas não houve interessados no mercado.

Como vender itens raros no país?

As pessoas que tiverem exemplares com a imagem limpa e sem manchas deverão ter mais facilidade para vender seus itens, pois estes são os modelos mais procurados pelos colecionadores.

Aliás, as principais formas de vender moedas raras para colecionadores são as seguintes:

  • Entrar em grupos de colecionadores em redes sociais, como o Facebook;
  • Acessar lojas especializadas na compra e na venda de moedas raras, tanto físicas quanto online;
  • Participar de leilões de moedas raras, principalmente de itens que tenham alto valor;
  • Buscar plataformas online como Mercado Livre e Shopee, pois possuem muitos usuários interessados em colecionar moedas raras.

Por fim, as pessoas devem aumentar o conhecimento no tema e ganhar experiência no mercado para conseguirem preços justos. Cabe salientar que os leilões oferecem um ambiente competitivo, aumentando as chances de venda das moedas a preços mais elevados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?