Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Concursos Banco de Brasília: prorrogado prazo de validade de três editais

Agora, com a prorrogação, as validades dos concursos passam a ser em novembro e dezembro de 2021.

Está confirmado. O Banco de Brasília (BRB) prorrogou, pelo período de 12 meses, o prazo de validade dos seus três concursos públicos realizados em 2019. O comunicado foi divulgado por meio de uma nota da assessoria de comunicação no site da Instituição. Segundo o texto, a medida está prevista nos editais CP 29, CP30 e CP 31.

Dessa forma, com a prorrogação, as validades dos concursos vão passar a ser de:

  • 23 de novembro de 2021, para os cargos de escriturário;
  • 30 de novembro de 2021, para os cargos de Analista de Tecnologia da Informação, Engenheiro de Segurança do Trabalho e Médico do Trabalho; e
  • 21 de dezembro de 2021 para o cargo de Advogado.

A resolução publicada foi tomada levando em conta as medidas governamentais para enfrentamento da pandemia causada pela Covid-19, o novo Coronavírus. Segundo o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, isso demonstra a preocupação do banco com as pessoas.

“A decisão pela prorrogação da vigência dos concursos mostra o cuidado do Banco com as pessoas, um dos pilares da nossa gestão, e é coerente com nosso plano estratégico de expansão”, disse o presidente.

Em 2020, o Banco de Brasília já realizou o chamamento de 100 concursados aprovados, sendo 70 escriturários, 8 advogados, 21 analistas de TI e 1 engenheiro do trabalho. A primeira turma tomou posse no dia 27 de abril e a segunda, no dia 15 de junho.

Banco abriu 100 vagas em 2019

Em 2019, o Banco de Brasília abriu edital de concurso para o preenchimento de 100 (cem) vagas no cargo de Escriturário, da Carreira Bancária, e para a formação de cadastro de reserva. O Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES) teve a responsabilidade do certame.

Todas as atividades referentes ao concurso público foram realizadas no Distrito Federal. Os candidatos aprovados ingressam no quadro de pessoal do BRB e são regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

As provas objetiva e discursiva foram aplicadas em agosto de 2019 no turno da tarde e com a duração de 4 (quatro) horas. A prova objetiva foi composta de 60 (sessenta) questões, de múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas em cada questão, para escolha de 1 (uma) única resposta correta.

Sobre o Banco de Brasília BRB

O Banco de Brasília S.A. – BRB, sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo do Distrito Federal (96,85%), foi criado no dia 10 de dezembro de 1964 (Lei Federal 4.545), e obteve autorização para funcionar, concedida pelo Banco Central do Brasil, em 12 de julho de 1966. Com a sua criação, pretendia-se dotar o Governo do Distrito Federal (GDF) de um agente financeiro que possibilitasse captar os recursos necessários para o desenvolvimento da região. Em 1986, a denominação de Banco Regional de Brasília S.A. foi alterada para Banco de Brasília S.A., embora tenha permanecido a sigla BRB. Em 1991, transformou-se em banco múltiplo com as seguintes carteiras: comercial, câmbio, desenvolvimento e imobiliária.

O BRB conta com um quadro de 3.280 empregados. Além disso, conta com o apoio de 450 estagiários, 120 aprendizes e 705 terceirizados, gerando assim mais de 4.500 postos de trabalho.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.