Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Concurso TRT 8ª Região 2022: Cebraspe assina contrato, e edital fica próximo

O TRT8 (Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região) vai abrir um novo edital de concurso público. A banca organizadora já está definida.

O TRT8 (Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região) vai abrir um novo edital de concurso público. Foi divulgado no Diário Oficial da União desta terça-feira (09/08), a informação de que o Cebraspe assinou o contrato para organização do edital. Agora, a expectativa é de divulgação a qualquer momento.

No dia 27 de junho, o órgão já havia adiantado que o Cebraspe (antigo Cespe/UnB) seria o organizador do certame do órgão, que abrange os estados do Pará e Amapá.

“A Presidência do Tribunal Regional do Trabalho da Oitava Região informa que a Cebraspe foi a banca escolhida para a realização do concurso público para o quadro de servidores do TRT-8”, disse o tribunal.

A estimativa do órgão é lançar o edital no mês de agosto, conforme informação divulgada próprio TRT 8 via redes sociais.

“Seguindo com nosso compromisso com a informação e transparência, informamos que a programação de lançamento do edital para concurso do #trt8 é no próximo mês de agosto”, confirmou o TRT8. 

Segundo o órgão, por conta da urgência na realização do concurso, a presidência formou uma comissão para elaborar e fiscalizar o contrato com a banca. O grupo de trabalho conta com um magistrado e três servidores.

O edital ainda não tem previsão, mas o órgão pretende realizar o concurso ainda este ano.

“Com autorização do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, o TRT-8 deve realizar concurso público e tem atuado para que isso ocorra ainda neste ano de 2022”, disse o TRT.

Assim, muitos estudantes já podem reforçar seus preparativos, em vista do novo processo seletivo.

Veja também: MTP pede concurso para Auditor Fiscal do Trabalho

Entenda, portanto, o que já é possível saber sobre um novo certame do TRT8.

Qual será a Comissão Organizadora do TRT8?

De acordo com documento do próprio TRT8, já é possível conferir quem integrará a Comissão. Nesse sentido, veja o documento na íntegra:

“A DESEMBARGADORA-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA OITAVA REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, e CONSIDERANDO a necessidade de prover os cargos efetivos autorizados pelo CSJT e os vagos em decorrência de vacâncias previstas na forma da Lei nº 8.112/90, com vistas à recomposição da força de trabalho.

CONSIDERANDO que consta nos autos do Processo TRT8 nº 1834/2022, e o interesse do serviço, RESOLVE:

I – DESIGNAR a Comissão que ficará responsável pela contratação da Instituição que promoverá o Concurso Público, com vista ao provimento de cargos efetivos do quadro de pessoal da Justiça do Trabalho da 8ª Região, como a seguir:

Presidente: ALVARO JOSÉ DA SILVA RÔLO, Técnico Judiciário – Área Administrativa, e Assessor Jurídico-Administrativo;

Membros: MARIA HELENA TAVARES DA SILVA GUERRA, Analista Judiciário, Área Administrativa, e Diretora da Secretaria de Gestão de Pessoas, e CAROLYNE SOARES DE CASTRO, Analista Judiciário, Área Administrativa, e Assessora de Desenvolvimento de Pessoas;

II – DETERMINAR que a Comissão fique responsável pelo projeto básico e realize consultas às Instituições capacitadas, com vistas à contratação direta, por dispensa de licitação prevista no artigo 24, inciso XIII da Lei nº 8.666/93 e apresentação de proposta de contratação da entidade que melhor atenda à necessidade do concurso.”

Assim, este contou com assinatura da Desembargadora-Presidente Graziela Leite Colares.

TRT8 publicou comunicado em dezembro de 2021

No dia 28 de dezembro de 2021, o TRT8 lançou um comunicado em suas redes sociais sobre a realização de concursos públicos.

Nesse sentido, o Tribunal explicou que tem interesse de iniciar novo certame, contudo, este dependeria dos recursos disponíveis.

Portanto, apenas com a certeza de ter estes valores é que o Tribunal começaria a, por exemplo:

  • Contratar uma Instituição
  • Delimitar o conteúdo programático
  • Estabelecer a quantidade de vagas

Veja também: Comissão finaliza edital para 74 vagas para área de apoio do MP PA

Assim, considerando a formação da Comissão Organizadora, é possível ter mais segurança de que o concurso irá acontecer.

Quais serão os cargos do concurso para o TRT8?

Considerando o documento acima, já é possível verificar que o certame se destina ao quadro de pessoal do TRT8. Portanto, isso indica que serão cargos de nível médio e/ou superior, dentro da estrutura administrativa do Tribunal.

Isto é, tratam-se de servidores que cumprem com atividades estratégicas, técnicas, administrativas e operacionais da Justiça do Trabalho.

Além disso, o Portal de Transparência do órgão, indica que existem 135 vagas, quais sejam:

  • 29 para o cargo de Analista Judiciário, com nível superior.
  • 98 para o cargo de Técnico Judiciário, com nível médio.

Portanto, ao que tudo indica, o concurso do TRT8 irá destinar uma quantia próxima de vagas para estes cargos.

Quais são as atribuições de cada cargo?

Para entender melhor o que cada um destes cargos faz, o candidato pode conferir suas atribuições.

Desse modo, vê-se que o Analista Judiciário terá responsabilidades diferentes, a depender de sua área de atuação.

Portanto, o Analista Judiciário da Área Administrativa realiza, por exemplo, tarefas relacionadas à administração de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários e financeiros, de desenvolvimento organizacional, licitações e contratos, contadoria e auditoria.

No entanto, o Analista Judiciário da Área Judiciária trabalha com, por exemplo, análise de petições e processos, além de confecção de minutas e pareceres.

Por fim, ainda há o Analista Judiciário que é Oficial de Justiça Avaliador Federal. Assim, este executa citações, notificações, intimações e demais ordens judiciais, dentre outras ações.

Já o Técnico Judiciário do TRT 8 deve prestar apoio técnico e administrativo à atividade judiciária.

Assim, aqueles que passarem no próximo concurso da área irão atuar com estas responsabilidades.

Último concurso do TRT8 foi em 2015

Por ora, enquanto não há divulgação de edital oficial, os interessados nas vagas poderão se preparar a partir do último concurso do TRT8. Assim, é possível ter uma certa ideia do estilo de prova, além das disciplinas cobradas e assuntos mais importantes, por exemplo.

O último certame do TRT8 foi no ano de 2015 para cadastro de reserva para diferentes áreas do cargo de Analista Judiciário e para Técnico Judiciário. Apenas 28 vagas foram de caráter imediato, para o Analista Judiciário com especialidade em Tecnologia da Informação.

Veja também: Polícia Penal PE divulga locais de provas nesta quarta-feira, 6

Nesse sentido, houve um total de 35.536 inscrições, das quais 17.213 foram para o cargo de Técnico Judiciário da Área Administrativa. Isto é, um número que chega bem perto de metade das inscrições.

Como foram as provas de 2015?

O concurso de 2015 para o TRT8 se deu por meio de duas etapas, quais sejam:

  • Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório.
  • Prova Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório.

Assim, a Prova Objetiva cobrou 60 questões de múltipla escolha de Conhecimentos Específicos. Estes, então, envolviam disciplinas como, por exemplo, Direito Constitucional, Legislação Específica, dentre outras.

Além disso, aqueles que tivesse 18 pontos ou menos, estaria desclassificado e eliminado do processo seletivo.

Já a Prova Discursiva teve um total de 40 pontos, sendo:

  • Estudo de caso para todos os cargos de nível superior.
  • Texto dissertativos para os cargos de nível médio.

Desse modo, nos dois casos, havia um máximo de 30 linhas, cobrando temas com relação aos Conhecimentos Específicos de cada cargo, além da área ou especialidade.

No entanto, apenas puderam passar pela análise da Prova Discursiva aqueles que tiveram uma classificação específica pela Prova Objetiva.

Nesse sentido, é possível que a prova de 2022 siga uma linha semelhante, de forma que o concurseiro poderá basear seus estudos na de 2015.

5/5 - (1 vote)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.