Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Concurso TJ MG 2022: Edital está na pauta da presidência

A discussão sobre a abertura de um novo edital foi conduzida pelo presidente do órgão, desembargador Gilson Soares Lemes. Segundo ele, a previsão é que o edital seja publicado até fevereiro.

O próximo edital de concurso público do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais para cargos da primeira e segunda instâncias, unificado, deve sair em breve. A realização de um novo certame foi tema de reunião na última terça-feira, 11 de janeiro.

A discussão sobre a abertura de um novo edital foi conduzida pelo presidente do órgão, desembargador Gilson Soares Lemes. Segundo ele, a previsão é que até fevereiro uma decisão sobre o concurso já tenha sido tomada.

“A reunião teve por objetivo discutir aspectos relativos à realização de concurso para servidores e a possibilidade de prorrogação de certame. São pontos que ainda estamos analisando, mas a expectativa é de que, ainda no mês de fevereiro, já tenhamos uma decisão, afirmou o presidente.

Segundo informações do segundo vice-presidente e superintendente da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), desembargador Tiago Pinto, destacou que a intenção é que o concurso seja realizado o mais rápido possível.

No momento, há uma grande carência para provimento de alguns cargos, tanto de nível médio quanto de nível superior.

“Esta fase preparatória na realização de concursos públicos é fundamental para que o processo ocorra da melhor forma”, disse.

Desde o ano de 2021, a presidência do órgão confirmou a realização do novo concurso de servidores. No entanto, em 2021, apenas o edital para juízes substitutos foi publicado.

Agora, para realizar um novo concurso, o órgão deve iniciar a escolha da banca organizadora o quanto antes. Uma licitação será realizada para definir a instituição responsável por receber as inscrições e viabilizar a aplicação das etapas, como provas objetivas.

O novo concurso TJ-MG

Agora, com a unificação das carreiras, os cargos do TJ-MG foram agrupados. Dessa forma, receberam a nomenclatura de oficial judiciário (abrangendo as carreiras de oficial judiciário e oficial de apoio judicial, que exigem nível médio). Além de analista judiciário (abrangendo a carreira de técnico judiciário, de nível superior).

Agora, o órgão aguarda publicação da resolução que definirá as especialidades e atribuições dos cargos que constarão no edital do concurso.

Cargo de Oficial Judiciário: abrange os cargos de “Oficial Judiciário” e “Oficial de Apoio Judicial”, de nível médio de escolaridade;

Cargo de Analista Judiciário: abrange o cargo de “Técnico Judiciário”, de nível superior de escolaridade.

Os cargos continuarão sendo preenchidos através de concurso público. A assessoria confirmou que “cabe também ressaltar que as especialidades e atribuições dos referidos cargos ainda serão definidas em resolução deste Tribunal de Justiça”.

Cargos vagos

No aguardo da abertura de novos concursos, o déficit de servidores no órgão só aumenta. Na segunda instância, por exemplo, a falta de servidores já chegou a 752 cargos, sendo 574 de oficial judiciário e 151 de técnico judiciário.

Na primeira instância, o órgão registrou 2.136 cargos vagos, sendo 1.611 oficiais de apoio judicial, 387 oficiais judiciários e 138 técnicos judiciários.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.